Um projeto até então inédito na região promete reduzir custos e melhorar a qualidade de grãos armazenados. Um agricultor do assentamento Conquista dos Palmares, em Passos Maia, Oeste de Santa Catarina, construiu em sua propriedade um silo que utiliza ar natural para a secagem dos grãos.

A construção teve o acompanhamento do engenheiro agrônomo e extensionista da Epagri (Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina), Cezar Roberto Bevilaqua, que, ao Departamento de Jornalismo Rádio Club de Palmas, contou um pouco da iniciativa.

Segundo ele, a ideia foi trazida do Rio Grande do Sul. O silo é construído em material de alvenaria e se aproveita do ar natural, puxado por um exaustor, para secar os grãos armazenados, diferentemente dos silos tradicionais, de estrutura metálica e que utilizam a queima de lenha para a secagem.

Salienta o técnico que o silo de ar natural exige mais tempo para a secagem, mas garante grãos com melhor qualidade, sem trincas e outros danos que afetam a integridade do produto.

Destacou que a intenção é, após o período de pandemia do novo coronavírus, promover eventos e encontros para difundir a iniciativa, que pode ser implantada também em outras regiões, independentemente da realidade climática e geográfica. Ouça no player abaixo:

Foto de capa: Cleiton Luiz