Os valores relativos a  produção dos setores  agro-silvo-pastoril  de Palmas, sul do Paraná,  ultrapassou os R$ 142 milhões de reais em 2012, conforme resultado do boletim do Valor Básico da Produção (VBP), divulgado pelo Departamento de Economia Rural (DERAL) da Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Paraná (SEAB).  O resultado  é 10% superior ao registrado no ano anterior.

O VBP é calculado com base na produção agrícola municipal e nos preços recebidos pelos produtores paranaenses. Engloba produtos da agricultura, da pecuária, da silvicultura, do extrativismo vegetal, da olericultura, da fruticultura e várias outras.

Dentre as principais atividades responsáveis pelo resultado estão milho, com  R$ 9.9 milhões; soja  R$ 52,8 milhões; Batata com R$ 15,9 milhões. Na área da fruticultura destaque para a maçã, alcançou um volume de R$ 13,7 milhões de reais.A atividade da pecuária, relacionada a bovinos, o volume superou os.  R$ 4 milhões de reais. A atividade leiteira chegou ao rendimento de R$ 5,6 milhões.  Na atividade da silvicultura, a erva mate acumulou R$ 1,1 milhões de reais.  Já a matéria prima para a indústria madeireira, em todos os segmentos, desde a venda de toras e galhos, para a produção de lenha, compensados e celulose, gerou R$ 20,6 milhões de reais.

 Nos últimos cinco anos, as atividades rurais  no município apresentaram crescimento  que se  aproximou dos 30%. Em 2008 o volume das atividades rurais representavam movimentação econômica de  R$ 107 milhões de reais.  No ano seguinte alcançou R$ 126 milhões;  R$ 132 milhões, em 2010; caiu um pouco em 2011, ficando em R$ 129 milhões e reaquecendo em 2012.