Faleceu nesta segunda-feira (09), na França, Roger Biau, considerado o “Pai da pomicultura do Brasil”. Ele chegou ao país em 1962, implementando o primeiro projeto de importação de mudas de maçã.

Foi um dos responsáveis pelo início da pesquisa da pomicultura pelo Instituto Agronômico do Paraná (IAPAR) de Palmas, motivando o plantio dos pomares no município, aderida pelo prefeito da época, José Maria de Arapújo Perpétuo. Em 1978, foi agraciado com Homenagem e Agradecimentos da Prefeitura de Palmas.

É chamado de “Pai da Maçã” pelos mais de 50 anos de dedicação e trabalho intenso, o que motivou o desenvolvimento da cultura em diversas regiões do Sul do Brasil.

Naturalizou-se brasileiro, junto com a esposa e as duas filhas. Foi convidado por autoridades, prefeituras, e futuros fruticultores interessados e percorreu durante muitos anos os três estados do Sul, fazendo palestras, instalando pomares experimentais nas prefeituras, iniciando instalação de pomares de novos fruticultores, também trabalhando junto com os pesquisadores. Deixou o país em 2012, por indicação médica, seguindo para a França, para o tratamento contra o mal de Parkinson.

Fonte: ABPM