A Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP) aprovou nesta semana o projeto de lei que institui o Plano Estadual de Florestas Plantadas, vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (SEAB). Na justificativa dos deputados proponentes, a criação do plano é necessária para a ampliação da base florestal no estado, estimulando a produção e o desenvolvimento silvícola.

  • Compartilhe no Facebook

De acordo com o deputado estadual Claudio Palozi (PSC), em entrevista à Rádio Club de Palmas, Sul do Paraná, o projeto determina que ficará atribuída à SEAB a função administrativa, exercendo as funções de controle, monitoramento e fomento da atividade floresta, prestando também apoio às atividades de órgãos estaduais de pesquisa agropecuária e de extensão rural.

Destaca que até mesmo a fiscalização ambiental em torno dos reflorestamentos será atribuição da Secretaria da Agricultura. “A Adapar (Agência de Defesa Agropecuária) é um órgão fiscalizador, subordinado à SEAB, e será responsável por essa tarefa”, explica.

Salienta que a elaboração do plano contou com a participação de órgãos do governo estadual e também por entidades ligadas ao setor produtivo, uma vez que a proposta prevê também o apoio às empresas e indústrias de base florestal e o suporte aos municípios na estruturação dos seus próprios sistemas de florestas plantadas. Ouça: