O Departamento de Economia Rural (DERAL) divulgou o relatório final do resultado da produção agropecuária dos municípios do Paraná. Pela nova publicação, Palmas  teve um acréscimo de aproximadamente R$ 2 milhões em relação aos dados anteriores. Conforme o Departamento de Estatística, o Valor Bruto de Produção(VBP) oficial do município é de 277.885.836,11, contra R$ 275,9 milhões divulgados por levantamento inicial.

O VBP, de frequência anual, é calculado com base na produção  municipal e nos preços recebidos pelos produtores paranaenses. Engloba produtos da agricultura, da pecuária, da silvicultura, do extrativismo vegetal, da olericultura, da fruticultura, de plantas aromáticas, medicinais e ornamentais, da pesca, etc.

A batata inglesa e a soja foram responsáveis por 58% do rendimento.Do total de R$ 277,8 milhões, 36% foram gerados pela soja, o equivalente R$ 94,4 milhões. O município produziu 16,2 mil toneladas para semente e outras 99 mil toneladas para a indústria. Outros 22%(R$ 61,6 milhões) foram proporcionados pela produção de aproximadamente 42 mil toneladas de batatas, nas safras da seca e das águas.

A produção de toras de pinus movimentou R$ 32,6 milhões e a maçã, com o equivalente a 8% do VBP, gerou R$ 21,2 milhões. Todos os demais atingiram de 21% do valor total. Pela nova publicação, em 10 anos (2006-2015) a produção da agropecuária palmense cresceu mais de 200%, saindo da casa dos R$ 91,6 milhões em 2006 e chegando aos R$ 277, 8 milhões em 2015.