O diretor do escritório, Zootecnista Diego Gheller, diz que as portas serão fechadas em 21 de março. Foto: Beto Rossati
  • Compartilhe no Facebook

O diretor do escritório, Zootecnista Diego Gheller, diz que as portas serão fechadas em 21 de março. Foto: Beto Rossati

O MAPA (Ministério da Agricultora e Pecuária) já emitiu um comunicado oficial informando o fechamento do escritório de Pato Branco a partir do próximo dia 21 de março. O diretor do escritório, Zootecnista Diego Gheller, disse que a especulação era grande e o anúncio confirmou a intenção do governo, porém ninguém apresentou uma justificativa para tal decisão. Ele imagina que a decisão tenha sido tomada por conta de reestruturações que vem sendo feitas no órgão para reduzir despesas.

Para as lideranças do setor agrícola de Pato Branco, essa não seria uma justificativa plausível, uma vez que o aluguel e os funcionários do setor administrativo são bancados pela prefeitura e não pelo governo federal. De acordo com o presidente do Sindicato Rural de Pato Branco, Oradi Caldato, o fechamento deve criar transtornos par ao agronegócio regional e nada de economia para o governo federal.

A unidade, segundo seu responsável, conta com seis funcionários lotados -dois veterinários, um zootecnista e três agentes de inspeção – e nos últimos doze meses atendeu mais de 1.200 produtores rurais que procuraram o órgão para registrar sementes, além de empresários que trabalham com a indústria de transformação de alimentos.

O prefeito Augustinho Zucchi convocou as lideranças ruralistas do município e já está acionando deputados federais e senadores do Paraná na tentativa de evitar que a decisão do governo se concretize. No entanto, se isso não acontecer, as portas fecham no dia 21 de março, conforme decisão oficial.