• Compartilhe no Facebook

Sementes e mudas de várias espécies foram compartilhadas entre os participantes. Foto: Reprodução TV Sudoeste

Milhares de agricultores familiares se reuniram no Salão Social da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, em Boa Esperança do Iguaçu, nesta quinta-feira (11). O local foi sede da programação da décima sexta festa das sementes. O evento é organizado pelo Fórum Regional das Organizações e Movimentos Sociais do Campo e da Cidade e a cada ano é realizado em uma cidade do Estado.

Conforme o presidente da Assessoar, Paulo Roberto Czekalsk, o objetivo é manter a tradição de produzir sementes “crioulas” sem a utilização de agrotóxicos, produzindo assim alimentos saudáveis para a população regional. Durante a festa, as famílias aproveitam para fazer a troca de sementes de milho, feijão, arroz, mudas de árvores frutíferas, temperos, ervas medicinais, entre outros.

Esse foi o primeiro ano em que o município de Boa Esperança sediou o evento. Para o prefeito Evandro Luzi Cecato um momento de muita alegria pelo fato de o município ter sua vase econômica voltada a agricultura, com a maioria das propriedades ocupadas por agricultores familiares. “Ficamos felizes por ter esse evento em nosso município, dessa forma podemos divulgar as atividades da nossa agricultura, fomentando a produção de alimentos saudáveis”, disse.

  • Compartilhe no Facebook

Dom Edgar Xavier Ertel, Bispo da Diocese de Palmas/Francisco Beltrão, pediu aos agricultores que evitem o uso de agrotóxicos. Foto: Reprodução TV Sudoeste

A programação contou com painéis de incentivo à cultura sem o uso de agrotóxicos e, a tarde, os agricultores realizaram a “Romaria das Sementes” pelas ruas do município. No caminho, paradas para refletir sobre a importância da preservação do meio ambiente. Ao final, foi invocada a benção pelo bispo da Diocese de Palmas/Francisco Beltrão, Dom Edgar Xavier Ertel, que em seu pronunciamento pediu aos agricultores que não usem agrotóxicos. “Todo veneno, agrotóxico vem pra destruir não só a vegetação, mas também com a nossa vida. Nós precisamos respirar, precisamos ter ar puro, água pura, por isso nós como igreja precisamos preservar o meio ambiente”, lembrou.

A partilha das sementes teve a participação de agricultores de trinta e seis municípios do Estado. Dona Gessi Kunz saiu de Francisco Beltrão com um grupo de amigos para participar da festa. Ela aproveitou para garantir sementes que a partir de agora serão cultivadas em sua propriedade. “Eu achei sementinhas de feijão, girassol e umas ramas de mandioca”, contou.

A próxima edição da festa, a ser realizada em 2020, ainda não tem local definido. A decisão deve ocorrer nos próximos dias. Quatro municípios se credenciaram e deverão concorrer a vaga. São eles, Chopinzinho, Mangueirinha, Flor da Serra do Sul e Nova Esperança do Sudoeste.

Ouça reportagem…

  • Compartilhe no Facebook

Evento contou com envolvimento de lideranças da agricultura familiar de toda região. Foto de divulgação

Da redação, com colaboração do jornalista André Lessei (TV Sudoeste)