Mesmo com o registro de pancadas de chuva durante o final de semana, as lavouras de milho de Francisco Beltrão e microrregião começam a ser prejudicadas pela estiagem. Conforme dados do Deral (Departamento de Economia Rural), da Seab, foi plantada na uma área de 94 mil hectares, o que daria uma produção de aproximadamente 750 mil toneladas.

Entretanto, segundo o engenheiro agrônomo do Deral Antoninho Fontanella, essa previsão já está comprometida pela falta de chuvas nos últimos dias, quando a cultura entrou no período de floração.

Outra cultura que deve amargar prejuízos com a falta de chuva é da soja. Conforme Fontanella, 15% das lavouras plantadas na região estão entrando num período que requer mais umidade.

O agrônomo lembra ainda que o índice pluviométrico está bem abaixo do que foi anunciado pelos institutos meteorológicos, embora haja a expectativa de chuvas mais significadas para o primeiro trimestre de 2013.