O Deral (Departamento de Economia Rural) já está finalizando os relatórios  após as colheitas da safra 2012/2013 nos 15 municípios do Núcleo da SEAB de Pato Branco. De forma geral a safra pode ser considerada normal em termos de produtividade na região, que conseguiu retomar seu  volume  tendo  registrado acréscimo 55% na produtividade da soja e 18% no milho em relação a safra 2011/2012.  

O inverso do cenário ocorreu na região de Palmas, que enquanto em 2011/2012 foi avaliada como super safra, na atual houve queda de produção. Os números foram apresentados pelo engenheiro agrônomo, Josemar Banach Fonseca durante o Programa Dinâmica 1050 da Rádio Club AM de Palmas.

Conforme ele, a safra recém colhida foi marcada  por intempéries, com dois veranicos em novembro e dezembro e excesso de chuva no período de colheita entre o final de fevereiro e início de março, provocando uma diminuição no volume colhido. Neste safra,  a soja deve fechar com 847 mil toneladas contra  547 mil da safra anterior. Sem a ocorrência de intempéries, provavelmente, a produção ultrapassaria as 900 mil toneladas, a exemplo da safra 2010/2011. A média regional foi de 3.200 a 3.300 quilos por hectare. Já em Palmas, Coronel Domingos Soares e parte de Mangueirinha, a produtividade caiu de 2.800 para 2.600 kilos por hectare. Já na cultura do milho, na região como um todo, o volume também aumentou de  513 para 605 mil toneladas na atual safra.

ÁREA

Em relação a área plantada na região, houve um acréscimo de 2,5 a 3% na soja e uma diminuição da ordem de 5,5% no milho. Conforme Banach houve uma migração da cultura do milho para a soja, por conta de variáveis de mercado.

MERCADO

Em relação aos preços  o milho recentemente viveu um fase de queda acentuada  caindo de R$ 23,00 para R$ 20,00 à saca. Já em relação a soja, o produto está sofrendo oscilações por conta da safra americana. Conforme Banach, neste aspecto também pode ser considerada uma boa safra, tendo em vista a efetivação contratos de venda antecipada, o que garantiu melhores preços aos produtores da região.