A Assembleia Legislativa aprovou na sessão plenária de terça-feira (16), o Projeto de Lei 294/2016, de autoria do Poder Executivo, autorizando a Codapar (Companhia de Desenvolvimento Agropecuário do Paraná) a vender, por meio de processo licitatório, a sua unidade armazenadora localizada em Pato Branco, Sudoeste do Estado.

Conforme a mensagem do Governo, a Codapar, empresa de economia mista, vinculada à Secretaria da Agricultura e Abastecimento, foi criada em 1956 como COPASA – Companhia Paranaense de Silos e Armazéns – absorvendo posteriormente, a Companhia Agropecuária de Fomento Econômico do Paraná (Café do Paraná) e, recentemente, a CLASPAR – Empresa Paranaense de Classificação de Produtos.

Em decorrência da junção dessas instituições, surgiu a necessidade de remodelação da estrutura da Codapar, com a fusão de algumas unidades e a identificação de bens inservíveis ou desnecessários para os negócios da empresa. Após esse levantamento, a Diretoria Executiva da Companhia debateu o assunto junto ao Conselho de Administração que aprovou a venda dos imóveis.

A Codapar de Pato Branco está localizada em um lote de 17,8 mil m², cuja unidade conta com capacidade de armazenamento de 5 mil toneladas, e mais um lote anexo, medindo 360 m². Segundo informações repassadas pela diretoria da Companhia ao RBJ ainda no mês de junho, quando da apresentação do projeto na ALEP, após a aprovação da Lei na Assembleia serão iniciados os trabalhos de avaliação dos imóveis para o lançamento dos editais de venda.

Os deputados estaduais aprovaram ainda a venda de uma área de 31,7 mil m² localizado em Bituruna, transferido para a Companhia em 1984, um terreno de 121 mil m² em União da Vitória, Sul paranaense, repassado à empresa também em 1984, e de outros 10 imóveis da Codapar em várias regiões do Estado. O projeto segue para a sanção do governador.