Mais de 6 mil estabelecimentos rurais deverão ser visitados pelos recenseadores do 10º Censo Agropecuário, na área do Escritório do IBGE de Palmas, Sul do Paraná, que abrange seis municípios do Sul e Sudoeste do Paraná. As operações, que iniciarão em 1ª de Outubro e durarão cinco meses, poderão demonstrar uma nova realidade fundiária nestes municípios.

Durante o trabalho serão levantadas informações sobre a área, a produção, as características do pessoal ocupado, o emprego de irrigação, o uso de agrotóxicos, entre outras variáveis. Os resultados devem começar a ser divulgados pelo IBGE em meados de 2018. O últimos dados disponíveis são os apurados no censo de 2006.

Estabelecimentos (Ipardes/IBGE – 2006)  
Clevelândia – 797
Coronel Domingos Soares – 1.187
General Carneiro – 640
Honório Serpa – 829
Mangueirinha – 1919
Palmas – 723

Como estes dados tem mais de 10 anos, há possibilidade de que o número de estabelecimentos nesta região possa ter uma alteração, dada a uma possível reconfiguração fundiária.

Nesta região atuarão 22 recenseadores, um Agente Censitário Municipal e cinco supervisores, que serão selecionados através de Processo Seletivo, com prova objetiva, marcada para o dia 16 de julho de 2017, das 13h00 às 17h00, em Palmas.

Como houve redução no orçamento do órgão pelo governo federal, o questionário sofreu  simplificação visando dar agilidade à coleta. Com isso, a média é de que três estabelecimentos agropecuários sejam visitados pelos recenseadores a cada dia.

O Censo vai subsidiar a implantação do cadastro de estabelecimentos  do Sistema Nacional de Pesquisas Agropecuárias, que permitirá a criação da Pesquisa Nacional por Amostra de Estabelecimentos Agropecuários, que irá a campo anualmente captar dados detalhados sobre receitas e despesas na produção, crédito e seguro rural, proteção de mananciais, conservação da fauna e flora, uso de agrotóxicos, técnicas de produção, além da situação social e familiar dos trabalhadores do campo.