Os municípios de Palmas e Coronel Domingos Soares, Sul do Paraná, atingiram uma cobertura vacinal de 49% do rebanho alvo da campanha contra a aftosa. Cerca de 16 mil animais ainda devem ser imunizados até o próximo dia 31, último dia da campanha.

A unidade da Adapar (Agência de Defesa Agropecuária do Paraná) de Palmas está alertando aos bovinocultores quanto aos prazos, pois não deverá ocorrer prorrogação.

O órgão orienta que os criadores não deixem para última hora, sob o risco de desabastecimento de vacinas nos estabelecimentos agropecuários.

Salienta-se que até o dia 31, além de vacinar, deve ocorrer a comprovação da vacina, o que pode ser feito no escritório da Adapar, localizado na Avenida Clevelândia, próximo à prefeitura municipal, ou ainda através da Internet, no site da agência.

Esta será a última campanha de vacinação contra a aftosa no Paraná. No ano passado, o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) realizou auditorias necessárias para que seja encaminhado o pedido do Paraná à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). Os técnicos do Mapa avaliaram programas, estrutura, capacidades técnica, financeira e administrativa do serviço de vigilância da sanidade agropecuária paranaense.

De acordo com o Mapa, o serviço sanitário paranaense atende à todas as normas, estando em estágio avançado, comparado a outros estados brasileiros. Essa condição reforça o pleito do Estado de antecipar o cronograma para se tornar Zona Livre de Febre Aftosa Sem Vacinação em 2020, obtendo este reconhecimento junto à Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) em 2021.