O produtor Laércio Dallavechia, que conquistou o prêmio de maior produtor de soja do Paraná em 2019, já deu início à colheita da safra 2019/2020 em sua propriedade, em Mangueirinha, no Sudoeste do Estado. Com um trabalho diferenciado apoiado pela Emater/PR, o produtor novamente está tendo bons resultados.

Em entrevista à Extra FM, comentou que a produtividade tem superado 80 sacas por hectare, ou seja, 200 sacas por alqueire. Segundo ele, a cultura foi plantada no início de setembro. “Nós temos 960 metros de altitude, é um pouco diferente da região de Chopinzinho e arredores, nós temos uma particularidade aqui, que podemos plantar soja um pouco mais cedo sem problema algum. É um soja assim focado numa agricultura sustentável, ela tem um acompanhamento pela Emater na pessoa do Pasquali ai de Chopinzinho (agrônomo) que se desloca até aqui (Mangueirinha) para acompanhar nosso trabalho”, disse.

Laércio conta que o maior segredo para ter uma boa produtividade é fazer o monitoramento da lavoura, acordar cedo pra olhar a lavoura, pensar na rotação de cultura pra não deixar o solo morto. Apesar de estar ainda colhendo as primeiras áreas, Laércio afirma que está muito satisfeito, pois foi feita apenas uma aplicação de fungicidas o que deve aumentar ainda mais a lucratividade. O produtor também destacou o bom preço da oleaginosa. “O preço está ótimo, ainda não fiz as contas, mas acredito que dará um bom lucro a safra desse ano”, frisou.

Ouça entrevista… 

Produtor de soja de Mangueirinha comemora bons resultados da safra

O produtor Laércio Dallavechia, que conquistou o prêmio de maior produtor de soja do Paraná em 2019, já deu início à colheita da safra 2019/2020 em sua propriedade, em Mangueirinha, no Sudoeste do Estado. Com um trabalho diferenciado apoiado pela Emater/PR, o produtor novamente está tendo bons resultados.Em entrevista à Extra FM, comentou que a produtividade tem superado 80 sacas por hectare, ou seja, 200 sacas por alqueire. Segundo ele, a cultura foi plantada no início de setembro. “Nós temos 960 metros de altitude, é um pouco diferente da região de Chopinzinho e arredores, nós temos uma particularidade aqui, que podemos plantar soja um pouco mais cedo sem problema algum. É um soja assim focado numa agricultura sustentável, ela tem um acompanhamento pela Emater na pessoa do Pasquali ai de Chopinzinho (agrônomo) que se desloca até aqui (Mangueirinha) para acompanhar nosso trabalho”, disse.Laércio conta que o maior segredo para ter uma boa produtividade é fazer o monitoramento da lavoura, acordar cedo pra olhar a lavoura, pensar na rotação de cultura pra não deixar o solo morto. Apesar de estar ainda colhendo as primeiras áreas, Laércio afirma que está muito satisfeito, pois foi feita apenas uma aplicação de fungicidas o que deve aumentar ainda mais a lucratividade. O produtor também destacou o bom preço da oleaginosa. “O preço está ótimo, ainda não fiz as contas, mas acredito que dará um bom lucro a safra desse ano”, frisou.

Posted by Extra 107 on Tuesday, January 14, 2020