Menu Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
22 de maio de 2022
Rádios

Agentes da Pastoral do Migrante participam de formação diocesana

A Paróquia de Santa Izabel do Oeste sediou o encontro que teve a presença de dom Edgar Ertl.

GeralReligião

por Luiz Carlos

75
Publicidade

 

Cerca de 30 agentes da Pastoral do Migrante participaram do 1º Encontro de Formação da Pastoral do Migrante da Diocese de Palmas/Francisco Beltrão, no dia 19 de fevereiro de 2022, na Paróquia Santa Isabel da Hungria, em Santa Isabel do D’este (PR). Participaram do encontro agentes do Decanto de Pato Branco, São João, Dois Vizinhos e Realeza. O evento contou com a presença de Dom Edgar Xavier Ertl, bispo diocesano, Padre Vagner Raitz, coordenador da ação evangelizadora, Pe. Marcelo Holdefer, pároco local, Padre Judinei Vanzeto, de Coronel Vivida, diácono Claudecir Grevenhagen e Irmã Maria Salete Garcia.

A programação aconteceu a partir de três momentos. Inicialmente, a professora Maria de Lourdes Bernartt, da UTFPR Campus de Pato Branco e membra da Pastoral do Migrante, explanou sobre a realidade migratória do Sudoeste do Paraná, do Brasil e do mundo. Começou sua fala afirmando: “Todos somos migrantes”.

Publicidade
Publicidade

No segundo momento, Dom Edgar respondeu à pergunta sobre o que se espera da Pastoral do Migrante na diocese. “Espero, exatamente, aquilo que o Papa tem escrito sobre os migrantes e refugiados no mundo. São quatro verbos: acolher, proteger, promover e integrar. Também espero isso aqui em nossa diocese”, pontuou.

Por fim, padre Vagner fez o fechamento da tarde de formação abrindo um diálogo com os participantes. Concluindo que a realidade da migração é muito presente em nossas paroquias e precisa haver maior conscientização, formação e atividades com as comunidades, com a catequese. “Precisamos, sobretudo, crescer na nossa identidade enquanto Pastoral do Migrante”, frisou.

Ainda, de acordo com a coordenadora diocesana da Pastoral do Migrante, Cleusa Monteiro, foi uma alegria se encontrar e começar os trabalhos do ano a partir da dimensão humana e olhar da fé o acolhimento do migrante. “O Papa Francisco nos inspira nesse acolhimento. E a próxima atividade que teremos é nos decanatos e paróquias realizar um levantamento de onde estão os migrantes para melhor atendê-los em suas necessidades. Também em abril teremos em nossa diocese um encontro de formação a nível estadual. Esse encontro está vindo num momento certo para aprendermos o que mais a Pastoral do Migrante pode oferecer aos nossos irmãos migrantes”, avaliou.

Por Pe. Judinei Vanzeto, SAC

Publicidade
Publicidade
[Grupo RBJ de Comunicação] Agentes da Pastoral do Migrante participam de formação diocesana

 

Publicidade