Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
23 de julho de 2024
Rádios
Publicidade

ADAPAR inicia fiscalizações para cumprimento do vazio sanitário da soja a partir de amanhã

Durante este período, não pode haver plantas vivas de soja, pois a ferrugem asiática sobrevive nessas plantas

Agricultura

por Patrick Rodrigues

d72e3472-52a6-4a07-8009-69daaf508960_20240621_124444_0000
Publicidade

A partir de amanhã, 22 de junho, a Agência de Defesa Agropecuária do Paraná (ADAPAR) dará início às autuações para produtores que não cumprirem o vazio sanitário da soja na região de Francisco Beltrão. Em entrevista, Paulo Ricardo Campos, fiscal de defesa agropecuária da ADAPAR, detalhou as medidas e a importância do cumprimento das normas estabelecidas pelo Ministério da Agricultura.

“O Ministério da Agricultura instituiu o Programa Nacional de Controle de Ferrugem Asiática, e este ano elaborou a Portaria 1111, que estabelece os períodos de vazio sanitário da soja. Aqui na nossa região, o período começa amanhã, 22 de junho, e vai até 20 de setembro,” explicou Paulo Ricardo. Durante este período, não pode haver plantas vivas de soja, pois a ferrugem asiática sobrevive nessas plantas.

Paulo Ricardo enfatizou que a fiscalização será rigorosa: “Vamos passar fiscalizando os 12 municípios da regional de Francisco Beltrão. Quem tiver com plantas vivas será notificado a eliminá-las imediatamente. Se não eliminar, haverá autuação e pagamento de multa no futuro.”

A entrevista também abordou a responsabilidade dos produtores, especialmente aqueles que arrendam suas terras. “A preocupação é com os produtores que arrendaram as áreas e não mais plantaram no inverno ou deixaram em pousio. A responsabilidade pela eliminação da soja é do proprietário do terreno,” alertou Paulo Ricardo.

Paulo Ricardo recomendou que produtores façam contratos de arrendamento claros, especificando o cumprimento das legislações relativas à defesa agropecuária. “Caso o arrendatário não tenha feito um contrato escrito, a responsabilidade pode recair sobre ele se o arrendador não assumir a responsabilidade.”

A Portaria 1111 também define o período de semeadura da soja: “A semeadura será permitida a partir de 21 de setembro até 19 de janeiro,” informou Paulo Ricardo, ressaltando a importância de os produtores estarem atentos a essas datas para evitar autuações.

Produtores que tiverem dúvidas sobre o vazio sanitário ou outras questões relacionadas podem entrar em contato com os escritórios da ADAPAR ou ligar diretamente para a agência no (46) 3905-3300.

A ADAPAR reforça a importância do cumprimento do vazio sanitário para o controle efetivo da ferrugem asiática, garantindo a sanidade das lavouras de soja e a sustentabilidade da produção agrícola na região.

Publicidade
Publicidade
Publicidade