Menu Envie sua pauta
Grupo RBJ de Comunicação
Grupo RBJ de Comunicação,
13 de abril de 2021
Rádios

Suinocultores comemoram bons números do setor no Sudoeste

Economia

por Angela Maria

SONY DSC
SONY DSC
Publicidade

Na contramão da bovinocultura e do abate de frangos, a suinocultura apresentou crescimento na reta final de 2019. Em comparação com o terceiro trimestre de 2019, o abate de bovinos apresentou decréscimo de 5,4%, o de frangos diminuiu 1% e o de suínos subiu 1,5%.

O abate de bovinos no último trimestre do ano passado caiu 1,8%, com um total de 8,04 milhões de cabeças; o de suínos subiu 6,1%, com 11,87 milhões de cabeças; e o de frangos aumentou 2,8%, chegando a 1,46 bilhão de cabeças, na comparação com o mesmo período de 2018.

Os dados divulgados hoje (13) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) são os primeiros resultados da produção pecuária no país.

Outros dados

O peso das carcaças acumulado no quarto trimestre de 2019 foi de 2,08 milhões de toneladas de bovinas, 1,06 milhão de toneladas de suínos e 3,36 milhões de toneladas de frangos.

Publicidade
Publicidade

A aquisição de leite cru diminuiu 0,9% na comparação anual, com um total de 6,64 bilhões de litros, mas na trimestral houve aumento de 5,5%.

A aquisição de peças de couro pelos curtumes somou 7,88 milhões de peças inteiras, uma diminuição de 12,4% em relação ao quarto trimestre de 2018 e de 8,2% na comparação com o terceiro trimestre de 2019.

A produção de ovos de galinha atingiu 981,54 milhões de dúzias, um aumento de 4,3% na comparação anual e de 1,7% na comparação trimestral.

O presidente da Associação de Suinocultores do Paraná, Jacir Dariva, fala sobre os dados:

Publicidade
Publicidade

O texto contém informações da Agência Brasil

Foto: Agência Brasil/Arquivo

Publicidade