Show promovido pela Rede Bom Jesus de Comunicação e Rádio Onda Sul FM de Francisco Beltrão

Internet Para Todos deverá contemplar quase 30 localidades da microrregião de Palmas

por Guilherme Zimermann em 13 de Março de 2018 14:28
por Guilherme Zimermann em 13 de Março de 2018 14:28

Quase 30 localidades do interior da microrregião de Palmas deverão ser contempladas pelo programa Internet Para Todos, lançado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC) nesta segunda-feira (12), com a assinatura de 2,4 mil termos de adesão à iniciativa.

Segundo ministério, as localidades a serem contempladas foram indicadas pelas prefeituras. Nesses lugares, os moradores terão a oportunidade de contratar serviços de conexão à internet oferecidos por empresas prestadoras de serviços de telecomunicações, que estão sendo credenciadas pelo MCTIC desde janeiro. O ministério salienta que o programa Internet para Todos não oferecerá conexão gratuita, mas ofertará Internet a preços reduzidos. Abaixo estão as comunidades que deverão ser atendidas nos municípios de Palmas, Coronel Domingos Soares, Clevelândia, Honório Serpa e Mangueirinha:

Os municípios que entraram na primeira fase do programa começarão a receber as antenas em maio, de acordo com o MCTIC, que prevê instalar 200 antenas por dia.

Cabe as prefeituras indicar onde serão instaladas as antenas para distribuição do sinal de internet, bem como garantir a segurança da área e custear as despesas de energia elétrica.

O Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações Estratégicas (SGDC), em órbita desde maio de 2017, vai garantir a conexão. O satélite recebeu R$ 3 bilhões em investimento e tem vida útil de 18 anos.

O Internet para Todos também prevê levar banda larga a escolas, hospitais e postos de saúde, conforme o MCTIC. O ministério firmou parcerias com outras pastas (Educação e Saúde) para viabilizar o serviço.

No caso da parceria com o Ministério da Educação, a intenção do programa é garantir banda larga a todas as escolas públicas do país, com a previsão de beneficiar 7 mil escolas ainda em 2018. O MCTIC ainda fechou parceria com o Ministério da Defesa para garantir o monitoramento de 100% das fronteiras brasileiras.

Compartilhar