MAGAZINE DE NATAL EXCLUSIVIDADE RBJ.COM.BR

Com mais de R$ 7 mil em premiações, Bituruna realiza maratona de programação

por Guilherme Zimermann em 30 de outubro de 2018 14:37
por Guilherme Zimermann em 30 de outubro de 2018 14:37

Foto: Prefeitura de Bituruna

Com mais de 50 inscritos e premiações de mais de R$ 7 mil, a prefeitura de Bituruna, Sul do Paraná, em parceria com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), realizou no último final de semana o I Hackathon Bituruna, uma maratona de programação, que reuniu estudantes e profissionais da área de tecnologia da região, que ficaram imersos por 24 horas, desenvolvendo um aplicativo voltado à um projeto de educação empreendedora.

Equipe vencedora do I Hackathon Bituruna (Foto: Assessoria)

Ao todo, o I Hackathon Bituruna contou com nove equipes, oriundas de Palmas, Pato Branco e União da Vitória. A equipe vencedora, Poupe-up, do curso de Sistemas de Informação da Uniguaçu (Faculdades Integradas do Vale do Iguaçu), faturou R$ 6 mil e um contrato com a prefeitura biturunense para o desenvolvimento, implantação e manutenção do aplicativo. O segundo lugar foi para a equipe “Duque Pato”, que levou R$ 800,00, e o terceiro colocado foi o grupo “Armstrong”, com premiação de R$ 400,00. O prefeito de Bituruna, Claudinei de Paula Castilho, parabenizou a organização e a todos os participantes do evento.

Ao RBJ, a secretária de Indústria e Comércio de Bituruna, Raquel Dalmas, explicou que os grupos tinham 24 horas para criar um protótipo de banco virtual para ser utilizado pelos alunos do ensino fundamental da rede municipal de ensino. O objetivo era desenvolver uma plataforma para depósito das “Biturunecas”, o dinheiro fictício utilizado pelos alunos no projeto “Empreende Bituruna – Material Escolar”.

Destaca a secretária que, apesar de não contar com instituições de ensino na área de tecnologia, nem empresas do setor, o município tem investido em parcerias e incentivos ao empreendedorismo em todas as áreas. “Estamos saindo dessa mesmice de pensar que não estamos em um polo tecnológico. Nós estamos buscando plantar a semente da inovação. Queremos inovar e empreender”, enfatiza.

Ouça:

Compartilhar