Chuva e calor exigem cuidados com animais peçonhentos

por Angela Maria em 8 de Janeiro de 2019 11:07
por Angela Maria em 8 de Janeiro de 2019 11:07

O verão é uma época muita aguardada. Mas com ele também vem o calor intenso e a chuva, fatores que aumentam a possibilidade de ocorrência de acidentes com animais peçonhentos, porque é nesta estação, que eles saem à procura de abrigos secos, que podem ser a nossa casa.

“Manter o ambiente limpo, evitando o acúmulo de lixo e entulhos, cautela ao entrar em locais que estão fechados há muito tempo e evitar caminhar à noite em lugares propensos a esse tipo de animal ajudam evitar acidentes”, enfatiza Arnaldo Donatti, médico veterinário do setor de vigilância em saúde da prefeitura de Francisco Beltrão. Segundo ele, caso encontrar algum animal peçonhento dentro de casa, a pessoa deve se afastar dele sem assustá-lo e entrar em contato com a vigilância, que fará a captura do animal de forma correta e segura.

Segundo o médico, a maior parte dos acidentes acontece no meio rural. Ele lembrou ainda o caso em Coronel Vivida, onde uma criança de 8 anos foi picada por uma cobra-coral verdadeira na semana passada, enquanto visitava a casa da avó, salientando que a área urbana também requer cuidados.

Arnaldo ainda orienta que em caso de acidente, é importante manter a calma, lavar o local com água e sabão e dirigir-se ao pronto atendimento mais próximo. Se possível levar, ou ter a correta identificação do animal que causou a picada (uma foto por exemplo), porque facilita o diagnóstico e o tratamento, já que para cada tipo de veneno, há um soro específico preparado com a mesma toxina do animal peçonhento.

Confira a entrevista do médico veterinário à Radio Onda Sul:

 

Compartilhar