Show promovido pela Rede Bom Jesus de Comunicação e Rádio Onda Sul FM de Francisco Beltrão

Polícia Militar detém suspeitos de latrocínio registrado em Bela Vista da Caroba

por Redação RBJ em 19 de julho de 2016 8:50
por Redação RBJ em 19 de julho de 2016 8:50

A Polícia Militar prendeu na tarde desta segunda-feira, 18, três indivíduos acusados de participarem de um latrocínio (roubo seguido de morte) no interior de Bela Vista da Caroba, sudoeste do Estado, no começo deste mês. O crime ocorreu no dia 10, na comunidade de Linha Costa e Silva, na divisa com Ampére, quando Diego Felipe Cossetin, 29, morador de Francisco Beltrão foi morto com três tiros. Ele estava acompanhado da esposa e da filha de apenas um ano e meio de idade, e retornava para casa após visitar familiares. (Clique aqui e relembre o caso)

Após denúncias os policiais chegaram até a comunidade de Linha Voltão da Tigra, interior de Bela Vista, e localizaram dois homens, um de 24 anos e outro de 22, em uma estrada de terra, próximo a uma fazenda. Ao serem questionados sobre o crime, eles demostraram nervosismo e acabaram relatando que sabiam do fato. O rapaz de 24 contou que teria sido convidado para participar de um roubo, mas acabou recusando. Ele disse que seu colega e outros dois conhecidos, um de 20 anos e outro de 15, que seriam irmãos, estavam envolvidos.

Pouco tempo depois os PM’s avistaram uma motocicleta chegando a uma residência perto dali, conduzida pelo menor de idade que teria participado do crime. O mesmo ao ser indagado sobre o fato confessou que estava junto no dia da morte de Diego. Diante dos fatos os três foram detidos e conduzidos à sede do 2⁰ Pelotão da Policia Militar de Ampére. No deslocamento para a cidade os PM’s avistaram perto da comunidade de Linha Alto Alegre, já no município de Ampére, o outro envolvido na situação, que também confessou ter praticado o roubo.

Em conversa com os policiais um deles disse onde estariam as armas usadas naquele domingo. O rapaz de 20 anos confessou ter atirado duas vezes e seu irmão de 15 anos teria dado um tiro na vitima. Em entrevista a reportagem da Rádio Ampére ele confirmou a historia e disse que Diego teria sido morto por engano. “A gente estava esperando um carro carregado com cigarros e quando avistamos o Gol pensamos que seria nosso alvo. Quando o rapaz saiu do carro eu já cheguei atirando. Pensei que ele estivesse armado.”

O acusado contou ainda que após ter atirado, mandou a esposa de Diego descer do carro junto com a criança e ficar quieta. “A gente estava em três. Eu até pensei em voltar para ajudar, pois vi que era o cara errado. Mas dai ficamos com medo da polícia pegar a gente e fugimos.”

Ele conta ainda que foram com o gol sentido a comunidade de Fonte Bela, Ampére, e que iriam passar a divisa com Pranchita. “Aquela estrada sai perto de onde a gente mora. Não sabia que a ponte estava estraga. Foi quando abondamos o carro e fomos para casa,” conta ele. Questionado pela reportagem se estava arrependido ele disse que sim, mas que não tinha mais o que fazer.

As armas mencionadas pelos acusados foram encontradas no fim da tarde de segunda-feira. Os policiais foram até uma casa na comunidade de Voltão da Tigra e localizaram uma carabina de pressão adulterada para calibre .22. Já na comunidade de Boa Vida, também em Bela Vista, foram encontradas em uma moradia um carabina de pressão adulterada para calibre .22 e uma espingarda calibre .28, além de nove munições intactas de calibre .22, um cartucho calibre .28 carregado, um cartucho de mesmo calibre vazio e um estojo de calibre .38 vazio.

O rapaz que disse não estar envolvido foi liberado momentos depois. Os outros três, juntos com as armas, foram encaminhados para a delegacia de Ampére e depois foram levados para carceragem da Delegacia de Realeza. A motocicleta que estava com o menor de idade foi aprendida e está no pátio da PM de Ampére.

Fotos: Polícia Militar/Julio Cezar Alves

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar