Golpistas que agiam no sudoeste foram presos em Palmas

por Alencar Pereira em 11 de julho de 2018 17:23
por Alencar Pereira em 11 de julho de 2018 17:23

Policiais de Palmas, sul do Paraná, cumpriram dois mandados de prisão e um mandado de busca e apreensão e conduziram três pessoas na manhã desta quarta-feira (11), suspeitas de participarem de uma associação criminosa que realizava compras em estabelecimentos comerciais utilizando-se de cheques falsificados em nome de agentes políticos na região de fronteira.

Segundo informações no mês de maio deste ano, empresários de Barracão e de Dionísio Cerqueira foram vítimas de uma quadrilha de estelionatários que realizava compras nos estabelecimentos comerciais utilizando-se de cheques falsificados em nome de um prefeito.

Atentos ao mesmo modo que operavam os bandidos, semelhantes a outros golpes realizados no Sudoeste do Paraná e Extremo Oeste de Santa Catarina, Policiais Militares de Barracão e de Dionísio Cerqueira traçaram o perfil dos suspeitos e em uma ação conjunta conseguiram levantar informações do veículo utilizado pelos estelionatários chegando, em seguida, à identificação de dois integrantes do grupo.

As informações colhidas foram reunidas em Relatório Técnico Operacional e encaminhadas ao representante do Ministério Público do Paraná da Comarca de Barracão, o qual representou pela prisão e pela concessão de mandado de busca e apreensão na residência dos suspeitos, localizada em Palmas/PR.

Os mandados foram cumpridos na manhã de hoje por Policiais Militares, na residência dos alvos foi apreendido farto material que comprova as ações criminosas, entre eles diversos cheques falsos utilizados na prática dos crimes, inclusive em uma das cártulas apreendidas corresponde àquelas utilizadas para a consumação dos golpes na fronteira.

Os investigados receberam voz de prisão e foram encaminhados para as medidas cabíveis e irão responder pela prática de crimes de estelionato, associação criminosa e porte de arma de fogo.

Compartilhar