Polvos vão “invadir” a Expofeira Mulher de Francisco Beltrão

por Angela Maria em 23 de Janeiro de 2019 9:04
por Angela Maria em 23 de Janeiro de 2019 9:04
Esta matéria utiliza fontes de: Assessoria/Acefb

 

Estão confirmadas para a Expofeira Mulher voluntárias do “Seja Voluntário projeto Polvo Solidário”. A 12ª edição da feira de cultura e negócios acontece de 3 a 7 de abril – quarta a domingo, no centro de eventos do parque de exposições de Francisco Beltrão. O projeto original surgiu na Dinamarca em 2013 e chegou ao Brasil em 2017, na cidade de Brasília.

Crédito: fanpage Seja Voluntário Projeto Polvo Solidário.

No Paraná, o projeto social, também conhecido como “polvos de crochê”, nasceu em março de 2017, em Curitiba. A coordenação é das voluntárias Viviani e  Emanueli Souza. Viviani explica que o projeto consiste na produção de polvinhos confeccionados em crochê. Após serem produzidos são doados para recém-nascidos prematuros que ficam internados em UTIs neonatal. “São atendidos sete hospitais no Paraná e um no Maranhão. Vamos levar para a feira, além dos polvinhos, chaveiros, sacolinhas, agendas, entre outros artesanatos. Somos em 42 voluntárias, inclusive uma delas é totalmente cega. De Beltrão tem as mulheres do Sagrado Coração de Jesus que são parceiras”, informa.

De acordo com a voluntária, é através da participação em feiras que se consegue manter o projeto. “Queremos com a Expofeira divulgar ainda mais o projeto e conquistar mais voluntários. Um exemplo é na arrecadação de linhas para fabricar os polvinhos e poder manter o projeto por mais tempo. Assim, vamos continuar colaborando com mais hospitais que tenham maternidade”.

Conceito do projeto

Crédito: fanpage Seja Voluntário Projeto Polvo Solidário.

O objetivo é que, quando os bebês seguram os tentáculos dos polvinhos, eles se sintam mais seguros e confortáveis durante o período que necessitem permanecer na UTI, pois os tentáculos remetem ao cordão umbilical e ajudam os bebês a retomarem a segurança do útero materno, sentindo-se protegidos e aconchegados. “Nossa preocupação com a segurança dos recém-nascidos é extrema e por isso seguimos rigorosamente a receita original do projeto dinamarquês, onde fazemos e entregamos os polvinhos com o material e especificações adequadas para que não comprometam a saúde e segurança dos bebês. Os polvinhos são produzidos com linhas 100% algodão e o preenchimento é feito com fibra siliconizada, o que permite que eles sejam esterilizados em autoclave em temperaturas que podem chegar aos 130º antes de serem distribuídos aos bebês”, explica Viviani. 

E tudo é pensado para o bem-estar do bebê. Cada criança recebe dois polvinhos para que ela não sinta falta quando for necessário lavá-los. Na região Sudoeste, o Hospital Regional de Beltrão e dois hospitais em Pato Branco já foram beneficiados com o projeto. Toda a arrecadação com a venda dos polvos na Expofeira Mulher será destinada ao projeto. Mais informações em https://www.facebook.com/sejavoluntarioprojetopolvosolidario, whatsapp (41) 99652-1622 e [email protected].

 

Compartilhar