Show promovido pela Rede Bom Jesus de Comunicação e Rádio Onda Sul FM de Francisco Beltrão

A moral social temporal interfere na fé e religiosidade, avalia Padre Geraldo Macagnan

por Redação RBJ em 29 de julho de 2016 10:33
por Redação RBJ em 29 de julho de 2016 10:33

“Um dos grandes desafios atuais é o de compreendermos a dimensão da moral social e como nossa forma de viver interfere na vida da comunidade”. A manifestação foi feita pelo Padre Geraldo Macagnan ao discutir a relação entre corrupção, valores éticos, fé e a religiosidade. A questão foi discutida durante participação do presbítero da Diocese de Palmas/Francisco Beltrão no Programa Dinâmica 1050 da Rádio Club AM em Palmas/PR.

DSC_0049Na ocasião considerou sobre as mudanças de comportamentos provocados por um momento em que a sociedade brasileira passa por uma crise política marcada pela corrupção e pelo desenfreado sentimento do ter.Conforme o Padre, a sociedade está marcada pela dimensão da individualidade e da temporalidade. “Quando se olha isso, Deus começa a ser descartado também”, avaliou. Para ele, a satisfação com as questões momentâneas desqualificam a necessidade de atitude da justiça e honestidade.

Ouça análise:

Padre Geraldo Macagnan atuou como Administrador Diocesano no tempo em que a Diocese de Palmas/Francisco Beltrão tornou-se vacante desde a saída de Dom José Peruzzo para a Arquidiocese de Curitiba e a ordenação e posse de Dom Edgar Xavier Ertl no último dia 23 de Julho. Padre Geraldo retomou às funções de Pároco da Paróquia Santa Rita de Cássia em Marmeleiro.

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar