Encontro do COMIDI propõe o fortalecimento da ação missionária na Diocese

por Luiz Carlos em 23 de Abril de 2018 10:57
por Luiz Carlos em 23 de Abril de 2018 10:57

 

 Os documentos da Igreja, de modo especial a Conferência de Aparecida e a Exortação Apostólica Evangelii Gaudium convocam a Igreja a ser toda missionária e em estado permanente de missão, suscitando em cada batizado e em cada forma de organização eclesial a consciência missionária.

Frente ao desafio de despertar uma consciência decididamente missionária, a Diocese de Palmas-Francisco Beltrão assumiu no seu Plano de Ação Evangelizadora a tarefa de: Implementar equipes missionárias através da formação e fortalecimento do Conselho Missionário Diocesano (COMIDI), dos Conselhos Missionários Paroquiais (COMIPAs), do Conselho Missionário dos Seminários (COMISE), Infância e Adolescência Missionária (IAM) e outros.

Consciente disso, o Conselho Missionário Diocesano realizou um Encontro Missionário, objetivando buscar o fortalecimento do COMIDI e os primeiros passos como diocese na implantação dos COMIPAs, no intuído de animar a vida missionária das Paróquias, envolvendo pastorais, grupos, movimentos, para que todos vivam o espírito missionário e se abram ao mundo, às suas realidades e desafios.

O encontro ocorreu no dia 21 de abril, na Casa de Formação Divino Mestre (Francisco Beltrão). A assessoria foi de Odaril José da Rosa (Coordenador do Regional – Paraná) e do Pe. Vanderlei Itcak . Teve a participação de representantes das Paróquias, membros da Infância e Adolescência Missionária e demais pessoas dispostas a assumirem e trabalharem a dimensão missionária na Paróquia através do COMIPA – Conselho Missionário Paroquial.

O encontro teve a presença do Pe. Geraldo Macagnan (Vigário Geral da Diocese) que motivou a todos para o trabalho. Disse que o COMIDI tem como objetivo despertar a dimensão fundamental da Igreja que é ser missionária: “a missão da Igreja é ir. Fazer com que cada batizado se torne aquele que anuncia algo novo. Quando falamos das missões, falamos de uma identidade que deveria perpassar por todas as pastorais e movimentos”.

Sonora com Pe. Geraldo Macagnan – Vigário Geral da Diocese.

Compartilhar