Bispo de União da Vitória será conhecido nesta quarta-feira

por Guilherme Zimermann em 9 de Janeiro de 2019 3:45
por Guilherme Zimermann em 9 de Janeiro de 2019 3:45

O novo bispo da Diocese de União da Vitória, no Sul do Paraná, será conhecido nesta quarta-feira (09). A nomeação ocorrerá durante audiência do Papa Francisco, no Vaticano, marcada para as 07h (horário de Brasília / 10h no horário de Roma).

Catedral Sagrado Coração de Jesus, em União da Vitória

A divulgação oficial pela Diocese acontecerá na Catedral Sagrado Coração de Jesus, em União da Vitória, às 09h. O pronunciamento oficial revelando o nome do novo bispo será feito pelo administrador diocesano, padre Mário Fernando Glaab.

Após onze meses da morte de Dom Agenor Girardi, falecido no dia 08 de fevereiro de 2018, vítima de um quadro infecioso grave, que o levou à falência múltipla dos órgãos, a Diocese de União da Vitória conhecerá seu quarto bispo.

Criada em 1976, a Diocese de União da Vitória foi composta de áreas oriundas da Diocese de Ponta Grossa, da Arquidiocese de Curitiba e da Diocese de Guarapuava, compondo-se de onze municípios do sul do Paraná, com uma população de, aproximadamente, 200.000 habitantes. Os municípios de General Carneiro e Bituruna, oriundos da Diocese de Palmas, foram anexados a União da Vitória em 1984.

No dia 6 de março de 1977, no Estádio Ferroviário, assumiu o primeiro bispo, numa cerimônia que contou com a participação de mais de 14 bispos do Paraná e de Santa Catarina e do Núncio Apostólico Dom Cármine Rocco. Após a sagração episcopal de Dom Walter Michael Ebejer, foi oficialmente instalada a Diocese e dando a nova Cátedra simbólica da diocese ao seu pastor.

Em 2007, Dom Walter apresentou sua carta de renúncia, que foi aceita pelo Vaticano, tornando-se bispo emérito. O novo bispo, nomeado pelo então Papa Bento XVI, foi Dom João Bosco Barbosa de Sousa, que permaneceu à frente da Diocese até 2014, quando foi transferido para Osasco/SP.

O terceiro bispo de União da Vitória foi nomeado em 2015. Dom Agenor Girardi, religioso da Ordem dos Missionários do Sagrado Coração de Jesus, foi o escolhido, tomando posse em junho daquele ano. Após pouco mais de 2 anos de episcopado, Dom Agenor faleceu em fevereiro de 2018. Desde então, a Diocese está sob a administração do padre Mário Glaab, eleito pelo Colégio de Consultores.

Compartilhar