Show promovido pela Rede Bom Jesus de Comunicação e Rádio Onda Sul FM de Francisco Beltrão

Pré-candidato ao governo do PR, Jorge Bernardi (REDE), apresenta propostas em Palmas

por Guilherme Zimermann em 9 de julho de 2018 14:55
por Guilherme Zimermann em 9 de julho de 2018 14:55

Jorge Bernardi é pré-candidato pela Rede Sustentabilidade (Foto: Guilherme Zimermann)

Pré-candidato ao governo do Paraná pela Rede Sustentabilidade, o ex-vereador de Curitiba, Jorge Bernardi, esteve em Palmas, Sul do Estado, no último sábado (07), apresentando suas propostas e colhendo informações junto à membros do seu partido no município, vereadores e representantes de entidades da sociedade civil. O encontro ocorreu na Câmara Municipal.

Na oportunidade, Bernardi expôs sua experiência na política, após 30 anos atuando no Poder Legislativo da capital do Paraná. Entre 2009 e 2010 foi secretário do Trabalho e Emprego de Curitiba. Nas eleições de 2016, foi candidato a vice-prefeito da capital, tendo o deputado Requião Filho como cabeça de chapa.

Destacou sua atuação no setor acadêmico, como a publicação de livros na área de gestão pública, e também a formação de milhares de profissionais no setor, por meio de seu trabalho como professor universitário.

O pré-candidato esteve reunidos com membros do seu partido no município, vereadores e representantes da sociedade civil

Criticou a atual forma de governo e os privilégios da classe política, que geram altos custos para a população. “O Paraná é um estado extraordinário […], mas infelizmente, nos últimos anos, tem sido mal administrado. Obras paradas, rodovias esburacadas, pedágio com valores altíssimos. O que nós estamos propondo é um enxugamento da máquina pública.”, afirmou.

Dentre medidas que julga serem necessárias, Bernardi aponta a redução no contingente de cargos comissionados e a nomeação de profissionais de áreas técnicas para a administração estadual.

Questionado sobre a sua relação com a Assembleia Legislativa, caso seja eleito, Bernardi aponta que, obviamente, serão firmadas alianças, “mas será uma aliança programática através do nosso programa de governo”. Reconhece que os partidos que deverão compor essa coligação, irão apresentar indicações de cargos. Porém, esses nomes passarão por uma análise de suas capacidades técnicas e administrativas.

Sobre os demais pré-candidatos que também postulam o comando do Palácio Iguaçu, afirma que mantém o respeito por todos, pregando uma campanha de proposições, com a discussão de projetos e ideias para o desenvolvimento do estado. Ouça:

Compartilhar