Os votos de Coronel Domingos Soares para presidente: de 1998 a 2018

por Guilherme Zimermann em 25 de Maio de 2018 14:39
por Guilherme Zimermann em 25 de Maio de 2018 14:39

FHC, Lula e Dilma estiveram na preferência do eleitorado domingossoarense nas últimas eleições

Buscando apresentar um perfil do eleitorado da região, trazendo um histórico das eleições gerais brasileiras desde a redemocratização, o Setor de Estatísticas do Departamento de Jornalismo da Rádio Club/RBJ realizou um levantamento, que apresenta os resultados dos pleitos eleitorais em cada município.

A primeira reportagem da série trouxe os dados das eleições presidenciais em Palmas, de 1989 até 2014. Você pode conferir aqui.

A segunda apresentou os resultados das eleições ao governo do Paraná, de 1994 até 2014. Confira aqui.

Agora, trazemos os dados das eleições presidenciais em Coronel Domingos Soares, desde 1998, isto porque, a instalação oficial do município ocorreu em 1997, sendo a eleição do ano seguinte, a primeira eleição geral com a participação da nova cidade.

1998 – Reeleição de Fernando Henrique Cardoso

Marcado pela privatização de estatais de diversos setores, Fernando Henrique Cardoso (FHC) buscou a reeleição baseando seu discurso na continuidade do governo para que a estabilização da economia atingisse outros setores, estabelecendo metas para as áreas de saúde, agricultura, emprego, educação e segurança.

Porém, até então não era permitida a reeleição à cargos executivos. Por isso, pouco antes do pleito foi aprovado um projeto de emenda constitucional permitindo a reeleição. Muito se discutiu sobre a constitucionalidade do projeto e, posteriormente, parlamentares da base aliada do governo admitiram ter vendido seus votos pela aprovação da emenda.

Ao todo, 12 candidatos se apresentaram como postulantes à presidência. Em Coronel Domingos Soares, o peessedebista liderou, com uma votação ampla, dado o contigente eleitoral do município. FHC conquistou 1.022 votos entre os domingossoarenses, contra 822 votos de Lula.

2002 – Inicio da Era Lula

A eleição presidencial de 2002 ocorreu em dois turnos. O primeiro aconteceu em 6 de outubro de 2002 e o segundo, no dia 27 do mesmo mês. Após três tentativas frustradas, Lula conseguiu eleger-se presidente com quase 53 milhões de votos.

Entre os eleitores domingossoarenses o petista alcançou ampla maioria de votos. No primeiro turno, foram mais de 1,5 mil contra cerca de 620 votos de José Serra (PSDB). Ambos avançaram para o 2º turno, com nova vitória de Lula, que chegou a 1.721 votos, enquanto que Serra conquistou quase 830 votos em Coronel Domingos Soares.

2006 – Lula é reeleito

Com 58,2 milhões de votos, Lula venceu o 2º turno das eleições presidenciais de 2006 contra o candidato do PSDB, Geraldo Alckmin, sendo reeleito para mais quatro anos de governo.

No primeiro turno, Lula venceu em dezesseis estados, predominantemente nas regiões Norte e Nordeste e Alckmin venceu nos outros dez estados e no Distrito Federal.

Em Coronel Domingos Soares, Lula teve a maioria de votos, mas com uma margem muito menor do que a registrada em 2002 – cerca de 100 votos de diferença. No 2º turno, o líder petista superou os 1,7 mil contra cerca de 1,2 mil do tucano.

2010 – Dilma presidente

Realizada em dois turnos, a eleição presidencial de 2010 levou, pela primeira vez, uma mulher ao principal cargo da nação. Com as bênçãos de Lula, Dilma Roussef, ex-ministra de Estado, liderou o primeiro turno com 46,9% do votos, e foi vencedora no 2º, com 56%, contra José Serra (PSDB).

A candidata manteve o saldo positivo do PT nas eleições gerais em Coronel, se aproximando dos 2,3 mil votos no 1º turno. José Serra ficou perto dos 1,1 mil votos. No 2º turno, vitória de Dilma – 2.266 votos a 1.208.

2014 – Reeleição de Rousseff

Na eleição mais disputada desde a redemocratização, Dilma foi reeleita no segundo turno com mais de 54 milhões de votos –  51,64% dos votos válidos. Seu adversário foi Aécio Neves (PSDB).

A candidata a reeleição repetiu o desempenho em Coronel Domingos Soares, chegando a pouco mais de 2 mil votos no primeiro turno e se aproximando de 2,2 mil no 2º. Aécio manteve quase a mesma votação nos dois turnos no município domingossoarense, pouco mais de 1,4 mil votos.

2018 – ?

Este ano é cercado de expectativas por conta das eleições gerais marcadas ara o mês de outubro. Desde o último pleito, em 2014, o Brasil viu uma presidente da República sofrer um impeachment, um presidente da Câmara dos Deputados cassado e preso, um ex-presidente da República condenado à prisão, um ex-deputado do Paraná recebendo uma mala de dinheiro, presidentes das maiores empreiteiras do país serem presos, os donos da maior produtora de carne do mundo confessando esquemas criminosos, inclusive com gravações de encontro obscuro com o atual presidente da República, além de diversos outros fatos.

Mais de 20 personalidades chegaram a aparecer entre indicações de partidos ou em manifestações de interesse em participar da disputa para ocupar o principal cargo da nação. Na última eleição geral, em 2014, de todas as pré-candidaturas, 11 realmente disputaram o pleito.

Com candidaturas que levam as faixas da direita e outras da esquerda, alguns vão pelo meio – ou centro, como gostam de se declarar – tentando um discurso diferenciado.

Entre 20 de julho e 05 de agosto devem ser realizadas as convenções partidárias para a escolha dos candidatos. A eleição está marcada para o dia 07 de outubro. Em caso de 2º turno, os brasileiros voltam às urnas no dia 28 do mesmo mês.

Compartilhar