Show promovido pela Rede Bom Jesus de Comunicação e Rádio Onda Sul FM de Francisco Beltrão

Norberto Ortigara anuncia que pode ser vice de Ratinho Júnior

por Guilherme Zimermann em 22 de Março de 2018 10:14
por Guilherme Zimermann em 22 de Março de 2018 10:14

À frente da Secretaria de Estado da Agricultura desde janeiro de 2011, Norberto Ortigara, servidor de carreira há 40 anos, deve deixar o comando da pasta na primeira semana de abril, visando novos rumos na vida pública – quem sabe, chegando até o posto de vice-governador do Paraná nas eleições de outubro.

Em 2014, na reeleição do governador Beto Richa, foi cotado para migrar da Agricultura para o Planejamento. Em 2016, quando Michel Temer assumiu a presidência do país, especulou-se o nome de Ortigara em cargos na Itaipu Binacional. Além disso, de longo tempo, é ventilada a possibilidade de uma candidatura sua à Câmara Federal.

Em entrevista à Rádio Club de Palmas, Sul do Paraná, Norberto Ortigara anunciou, com exclusividade, que deixa a Secretaria, buscando viabilizar sua candidatura a vice-governador, em uma chapa encabeçada pelo deputado estadual Ratinho Júnior (PSD). “De fato, fui cogitado pelo meio rural para representar o setor no Congresso Nacional. Objetivamente falando, eu devo deixar o cargo até 07 de abril, porque estou sendo sondado para assumir uma candidatura a vice-governador. É a primeira vez que falo publicamente”, declarou.

Revelou que o governador Beto Richa deve deixar o cargo também na primeira semana de abril, lançando sua candidatura ao Senado Federal. A partir de então, o Estado passa a ser governado pela vice, Cida Borghetti (PP), que também deve ser candidata.

Sobre um possível apoio de Beto Richa à sua provável candidatura, Ortigara afirmou que, num primeiro momento, a tendência é o governador apoiar Cida Borghetti. “Integramos um mesmo grupo […], mas isso não significa dizer que isto é uma ruptura, apenas, à princípio, estaremos em lados opostos”, afirmou.

Filiado há poucos meses ao PSDB, Ortigara já analisa a troca de partido, diante do provável apoio do governo à chapa adversária. “Estou filiado há pouco tempo e espero poder buscar um outro partido que possa cooperar nessa busca por um mandato. Provavelmente seja o PSD, que também integra a social democracia”, revelou.

Compartilhar