Caminhonete roubada em General Carneiro é localizada no Mato Grosso do Sul

por Guilherme Zimermann em 6 de dezembro de 2017 8:25
por Guilherme Zimermann em 6 de dezembro de 2017 8:25
Foto: Dourados News

Foto: Dourados News

Uma caminhonete roubada em General Carneiro, Sul do Paraná, na última sexta-feira (01), foi recuperada pela Polícia Militar do Mato Grosso do Sul, na cidade Dourados, no Sudoeste do Estado.

O veículo estava parado em uma rua da cidade. Desconfiados, populares acionaram a polícia. No local, os agentes encontraram um homem, morador de Dourados e foragido da Justiça.

O veículo foi localizado na segunda-feira, dia 04 de dezembro, parada em uma rua da cidade. Populares desconfiados, acionaram a Polícia Militar que ao chegar no local encontrou a caminhonete com um homem. Ele alegou que havia sido contratado para consertar a caminhonete que estava com problemas mecânicos. Ele disse que ganharia R$ 500,00 pelo serviço e depois, entregaria o veículo para outra pessoa, que o levaria para o Paraguai. O elemento foi autuado em flagrante pelo crime de receptação.

A caminhonete foi roubada na última sexta-feira (01), quando três homens encapuzados e armados invadiram uma residência, na localidade de Santa Rosa, interior de General Carneiro. Conforme a Polícia Militar, uma mulher, de 62 anos, e o seu filho, de 15, foram surpreendidos pelo trio, que os rendeu, enrolando-os em um cobertor na sala, enquanto roubavam dois televisores.

Em seguida, os elementos colocaram as vítimas na caminhonete da família e os levaram até uma pedreira, perto da BR-153, onde ambos permaneceram cobertos e vigiados por alguns dos bandidos até amanhecer de sábado (02).

Depois disso, mãe e filho foram libertados. Os indivíduos fugiram com a caminhonete e os dois televisores roubados.  Depois do crime, as vítimas pediram carona em uma propriedade vizinha à pedreira. De lá, foram até a casa de outro filho da mulher, na área urbana de General Carneiro. Em seguida, acionaram a Polícia Militar. Os autores do roubo não foram localizados.

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.