Show promovido pela Rede Bom Jesus de Comunicação e Rádio Onda Sul FM de Francisco Beltrão

Trabalhos de estudantes da UTFPR são premiados em evento internacional

por Francione Pruch em 5 de julho de 2018 16:59
por Francione Pruch em 5 de julho de 2018 16:59

Cristian, Aloma e Daniel / Foto: Francione Pruch

Três estudantes da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná), campus de Francisco Beltrão foram destaques no 9º Fórum Internacional de Resíduos Sólidos, realizado na cidade de Porto Alegre, no Rio Grande do Sul. Na apresentação de pôster, 13 trabalhos foram escolhidos dentre os 104 participantes. Três são da região sudoeste.

O primeiro da Acadêmica de Engenharia Ambiental, Daniela da Silva, a qual participou pela primeira vez do congresso. “Foi a primeira vez que participai de um congresso, foi de grande aprendizado, eles colocaram vários painéis com muitos assuntos”. A estudante apresentou sobre a casca do pinhão, destacando o potencial adsorvente da casca para tratar o efluente de uma indústria têxtil.

Voltado a educação ambiental e com grande participação das escolas do campo, o trabalho da jovem, Aloma Hanke também foi premiado. O projeto destaca a proteção de nascente com a utilização de solo-cimento. “O artigo surgiu oriundo de um projeto de extensão que faz parte da universidade que é o Plantando Vida. Esse ano fomos convidados para participar do Dia Mundial da Água, no município de Marmeleiro. Fizemos uma explanação sobre a proteção de nascente e importância da água e a tarde fizemos uma nascente. Devido a participação e interesse dos envolvidos a gente escreveu o artigo focado nessa atividade específica”, salienta Aloma.

O terceiro trabalho premiado foi do estudante Crinstian Eduardo Spicker, sobre resíduos sólidos do campo. “A gente recolheu a matéria e fez a separação dele. Nessas frações, identificamos que as maiores partes geradas são o orgânico e rejeitos. Esses rejeitos são materiais recicláveis contaminados com orgânico e pede o potencial econômico sendo levado ao aterro, sendo que poderia ser reciclado”, afirma o acadêmico ao detalhar parte do projeto desenvolvido.

O congresso contou com a participação de estudantes de vários países das Américas, dentre eles México e Cuba.

Compartilhar