Seminário discute perspectivas de desenvolvimento para Palmas

por Ivan Cezar Fochzato em 28 de Março de 2018 11:55
por Ivan Cezar Fochzato em 28 de Março de 2018 11:55

Foi realizado na noite de terça-feira(27) na sede da Subseção da OAB, o Seminário Perspectivas de Desenvolvimento para Palmas, promovido pelo Movimento Palmas Desenvolvida. Foi a primeira atividade da entidade neste ano. Participaram, além de integrantes do Movimento, representantes do Executivo e Legislativo e, principalmente, estudantes do curso de Administração do Instituto Federal, Campus Palmas.

Durante a palestra, o Doutorando em Desenvolvimento Regional, Alexandre Schlemper, abordou os conceitos de crescimento e desenvolvimento e as medidas e ações condicionantes. Salientou que o desenvolvimento deve ocorrer com mobilização, planejamento e execução  pela própria comunidade.

Em outro aspecto, esclareceu que nem sempre havendo crescimento, necessariamente, implicará num processo de desenvolvimento, econômico, social, ambiental e cultural. “O crescimento significa a quantidade da movimentação da produção, ao passo que, o desenvolvimento resulta na qualidade de vida através de uma distribuição de renda e um processo de inclusão social”, resumiu. Em sua análise o crescimento econômico, por sí só, amplia a desigualdade social.

Para que se estabeleça o condicionamento entre quantidade e qualidade, é necessário, primeiramente, um sentimento de indignação quanto à realidade vivida; apurar oportunidades, planejar e executar ações e alocar recursos. “ A ideia é sempre agregar novas potencialidade e agregar iniciativas qualitativas”, destacou.

MOVIMENTO PALMAS DESENVOLVIDA

Foi lançado no 08 de Abril de 2014 e reúne representantes de vários segmentos da sociedade local; poder público – Executivo e Legislativo e voluntários. O objetivo é desencadear processos permanentes de debate, planejamento e ações de curto, médio e longo prazos tendo em vista o crescimento econômico e desenvolvimento social do município.

Dentre as propostas centrais está a união de todas as ideias e forças organizadas; a não vinculação partidária dos membros; e uma ação baseada no desenvolvimento sustentável, geração de emprego e renda, sem espírito de concorrência com iniciativas que já estão ou vierem a ser colocadas em prática com os mesmos objetivos.

Compartilhar