Rossoni: Quadro Negro, PR 912, Eleições e críticas aos adversários

por Ivan Cezar Fochzato em 21 de junho de 2018 10:27
por Ivan Cezar Fochzato em 21 de junho de 2018 10:27

“Atualmente no Brasil se dá mais importância para a palavra dos bandidos e canalhas do que para pessoas que prestam serviços para a população há mais de 30 anos”. A consideração foi feita na manhã desta quinta-feira(21) pelo Deputado Federal, Valdir Rossoni(PSDB) ao abordar no Programa Pauta Dinâmica da Rádio Club de Palmas sobre o frequente envolvimento de seu nome na Operação Quadro Negro, onde Ministério Público(MP/PR) investiga  esquema de desvio de dinheiro da construção de escolas públicas do do Paraná.  O ex-chefe da Casa Civil falou ainda sobre a pavimentação da PR 912; movimentação partidária para as eleições 2018 e de processos contra alguns vereadores da Câmara de Palmas e das críticas que recebe do que chamou de ” As viúvas do Requião”.

QUADRO NEGRO

Disse que seu nome só aparece porque duas escolas foram reformadas e construídas no seu município de origem. “ As duas escolas de Bituruna estão lá, e diga-se de passagem, escolas de ótima qualidade que podem ser verificadas pelos incrédulos”, disse Rossoni.  O cenário, entretanto, é diferente em outras seis escolas, onde o dinheiro foi roubado. Disse que não entende porque a Rede Globo não mostra as imagens das escolas construídas em seu município e que estão prontas há mais de cinco anos.

INVESTIGAÇÕES CONTRA POLÍTICOS

Defendeu que investigações  e  publicidade dos atos dos agentes políticos e poder público são necessários e que as instituições Ministério Público e Poder Judiciário estão cumprindo seu papel.  Recomendou que a população deve fazer distinção entre investigação, denúncia e comprovação de  culpa. Em falar das críticas que sofre em Palmas,  o deputado disse que a culpa é das “ viúvas do Requião, que nunca fizeram nada e pegam uma questão[ Quadro Negro] e transformam numa verdade. “ Estas viúvas estão para acabar”, disse o parlamentar.

PR 912

Após reconstituir os procedimentos de trâmites, há mais de cinco anos em curso,  disse que só retornará a Palmas e Coronel Domingos Soares quando as máquinas iniciarem os trabalhos para a pavimentação, o que na sua expectativa, devem ocorrer no próximo mês. Disse que esta estrada deveria ter iniciado há 60 dias, mas a empresa, inicialmente apontada como vencedora da licitação, não conseguiu cumprir com quesitos do edital, sendo necessário um novo certame público.  Contrariado, disse que há uma parte de políticos em Palmas que estão torcendo para que a estrada não seja construída para que possam apontá-la como promessa não cumprida, tal qual fizeram quando estavam no governo do Estado. “Eu também estou ansioso, assim como a população, e o primeiro dia que roncar o primeiro tratar vou fazer uma festa. Só volto a Palmas e a Coronel Domingos Soares quando a estrada estiver começada”.

ELEIÇÕES 2018

Manifestou que seu sonho é ser governador do Estado, por entender que tem condições para tal. Concorrerá novamente à Câmara Federal e citou que 90% dos recursos destinados à Palmas, nos últimos oito anos ocorreram por sua intervenção.Citou diversas obras em toda a região em balsas, escolas, pontes. “ Eu ajudo os prefeitos para que estes atendam a população que eu represento”. Anunciou que está processando  vereadores da Câmara de Palmas por terem falado “besteira” a seu respeito e irá mostrar na Justiça que estes devem respeitar as pessoas. “Se não respeitam as pessoas na Câmara, imagina quando saem lá de dentro”, disse o deputado.

APOIO POLÍTICO

Não se sabe quem são os candidatos e o fará com as convenções. Tende em direção a atual governadora, Cida Borghetti, pela continuidade de importantes ações do governo Beto Richa. “ Tenho uma simpatia pela candidatura dela”. De outra ponta citou o pré-candidato Osmar Dias pela amizade que mantém com o político. “ Tomarei a decisão no momento oportuno”.

 

Compartilhar