Reajuste do Bolsa Família poderá representar acréscimo para beneficiários de Palmas

por Guilherme Zimermann em 1 de junho de 2018 13:57
por Guilherme Zimermann em 1 de junho de 2018 13:57

O governo federal formalizou na edição desta sexta-feira (01) do Diário Oficial da União (DOU), o reajuste de 5,67% no valor mensal do Bolsa Família. O decreto da decisão informa que o aumento entrará em vigor daqui a um mês, em 01 de julho. Para Palmas, Sul do Paraná, por exemplo, o reajuste deve representar o repasse de mais R$ 17,9 mil mensalmente para os beneficiários do município.

Segundo o texto, o programa atenderá famílias em situação de pobreza e de extrema pobreza, caracterizadas pela renda familiar mensal per capita de até R$ 178 e R$ 89, respectivamente. Hoje, esses valores são de R$ 170 e R$ 85, que beneficiam 13,8 milhões de famílias.

Com o decreto, famílias de extrema pobreza que tenham gestantes, nutrizes, crianças de até 12 anos ou adolescentes até 15 anos, receberão um benefício variável mensal de R$ 41 por beneficiário, até o limite de R$ 205 por família. Atualmente esse benefício é de R$ 39, até o limite de 195 por família.

Para as famílias com adolescentes de 16 a 17 anos de idade matriculados em estabelecimentos de ensino, o benefício variável passará de R$ 46 para R$ 48 por beneficiário, até o limite de R$ 96 por família. Sem o reajuste, o limite por família é de R$ 92.

Segundo o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário (MDS), entre janeiro e maio, foram repassados R$ 1,58 milhão para beneficiários do Bolsa Família em Palmas, uma média de R$ 316,8 mil por mês. Com o reajusta anunciado pelo governo, essa média mensal deve passar para R$ 334,7 mil. De acordo com o ministério, em maio, 2.480 famílias foram beneficiadas pelo programa.

Em 2017, o montante repassado aos beneficiários do município totalizou R$ 4,05 milhões.

Compartilhar