Procon notifica sete postos por preço abusivo no combustível

por Francione Pruch em 5 de junho de 2018 16:24
por Francione Pruch em 5 de junho de 2018 16:24

Passada a manifestação dos caminhoneiros, o Procon de Francisco Beltrão prossegue com os trabalhos de fiscalização. Durante o manifesto, denúncias chegaram até a entidade, informado preço elevado na comercialização de combustível. Sete postos estão sob investigação.

“Estamos recebendo as denúncias e abrindo investigação preliminar. Notificamos até o momento sete postos, numa cidade que tem mais de 30”. Diz a Chefe do Procon, Helena do Couto, ao destacar também que “os preços abusivos, em especial ao combustível são identificados quando não tem nenhum motivo para que o preço tenha aumentado. A escassez não é motivo para aumentar o preço, pois não aumento na matéria prima”.

Em Francisco Beltrão, durante cinco dias foi registrado a falta de gás de cozinha, mas nenhuma denúncia chegou ao Procon devido aos preços.

Mesmo passada a greve, o consumidor pode denunciar qualquer abuso praticado, seja no combustível, alimentos, ou demais gêneros. Helena destaca que a denúncia pode ser “por e-mail, telefone, pessoalmente, pelo site do Procon-PR. Sempre pedimos que envie a nota fiscal”.

 

Compartilhar