Polícia encerra buscas a assaltantes de banco

por Evandro Artuzzi em 17 de Maio de 2018 9:15
por Evandro Artuzzi em 17 de Maio de 2018 9:15

A Polícia Militar encerrou na tarde desta quarta-feira (16), após 24 horas, as buscas aos três homens que assaltaram a agência da Cooperativa Cresol de Nova Esperança do Sudoeste. Os bandidos, que fugiram levado três reféns, abandonaram as vítimas e o carro numa estrada rural na comunidade de São Braz, interior de Francisco Beltrão, pouco depois do assalto e desde então eram procurados.

Equipes do Batalhão de Francisco Beltrão, com apoio da Polícia Civil e dos grupos especializados da PM como Choque e BPFron, fizeram uma varredura na região, inclusive durante a noite de terça e madrugada de quarta-feira, mas os bandidos não foram encontrados.

Ao concluir as buscas no fim da tarde de ontem (16), o capitão da Polícia Militar Rogério Gomes Pitz, afirmou que a polícia fez tudo o que estava a seu alcance, mas infelizmente não conseguiu concluir o trabalho com êxito. O oficial agradeceu o apoio recebido dos moradores rurais que colaboram muito, repassando informações. “Agradeço a adesão dos nossos agricultores que atenderam nosso apelo, através da rádio, e nos mantiveram informados de toda movimentação na região onde os bandidos abandonaram o carro. Acredito que eles tenham acessado a rodovia durante a madrugada e foram resgatados por um comparsa”, disse.

BPFron auxiliou nas buscas, com operação bloqueio na PR-182. Foto: Evandro Artuzi/RBJ

Capitão Pitz explicou que o trabalho dos cães farejadores foi prejudicado por causa da chuva. Os animais, segundo ele, tinham o faro dos bandidos através de roupas encontrados dentro do carro abandonado, porém a chuva dificultou que os animais fizessem o acompanhamento pela mata. “A chuva acaba comprometendo o faro dos animais”, relatou. Apesar de ter conseguido localizar os três, o oficial garante que a população pode ficar tranquila que os responsáveis serão presos.

A investigação continua com a Polícia Civil, com auxílio da PM. Objetos encontrados no carro serão submetidos a perícia da Criminalística e também foi solicitado o trabalho do instituto de identificação para coletar evidências que possam ajudar na identificação dos assaltantes. A polícia também irá verificar as imagens do circuito de monitoramento da agência e vídeos gravados por moradores da cidade.

Algumas informações importantes já foram obtidas e indicam que os assaltantes não são do Sudoeste. A possibilidade é que sejam pessoas oriundas da região oeste do Estado, que inclusive teriam roubado um casal de idosos em uma propriedade rural em Cascavel, no dia anterior. A polícia suspeita que uma das armas usadas no assalto ao banco, a calibre 12, possa ser a mesma roubada dos agricultores no oeste. Tanto o capitão da PM quanto o delegado Sandro Spadotto Barros esperam elucidar o crime o mais breve possível. Pra isso solicitam novamente o apoio da comunidade. Se alguém tiver algum tipo de informação, que procure a polícia ou denuncie através dos telefones 197, 181 ou 190. Para fazer a denúncia, não é necessário se identificar.

Compartilhar