Polícia Civil revela novidades no caso envolvendo bancária de Realeza

por Evandro Artuzzi em 14 de outubro de 2017 18:58
por Evandro Artuzzi em 14 de outubro de 2017 18:58

A Polícia Civil revelou neste sábado (14) algumas informações relacionadas a investigação do crime em que supostamente foi vítima a gerente do banco Itaú de Realeza, Vanda Salete Crestani Cantelle, 50 anos. Ela desapareceu na segunda-feira (9) logo após deixar o trabalho. No dia seguinte, o carro da família foi encontrado incendiado no interior de Ampére, com um corpo carbonizado que presume-se ser da bancária.

A identificação oficial será através de exame de DNA feito pelo laboratório central do IML, em Curitiba, para onde foram enviadas amostras do corpo carbonizado e material genético de familiares para confronto. Mesmo assim, a família conseguiu na justiça autorização para liberar os restos mortais do IML para sepultamento.

De acordo com o delegado Fernando Zamoner, responsável pela investigação, o trabalho de investigação segue com objetivo de elucidar o caso. Equipes das delegacias de Ampére, Realeza e Francisco Beltrão estão trabalhando auxiliadas pelo grupo TIGRE, de Curitiba.

Em entrevista ao jornalista Júlio Cezar Alves (Rádio Ampére AM – Interativa FM) o delegado revelou que um bilhete foi encontrado na casa da vítima. O conteúdo leva a crer que Vanda estaria sofrendo extorsão, porém a polícia busca saber se o fato é verdadeiro ou não.

Outra informação é que a bancária teria se apropriado de um valor em dinheiro, cerca de R$ 527 mil do banco e mais R$ 700 mil de uma conta da família. Os dois valores foram retirados aos poucos ao longo dos últimos três meses. Algumas pessoas já foram ouvidas e o delegado garante que nenhuma hipótese é descartada. Para ele se trata de um crime complexo e caso alguém tenha informações pode entrar em contato com a delegacia de Ampére pelo (46) 3547-1321 ou na delegacia de Realeza pelo (46) 3543 – 1272.

 

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar