Polícia Ambiental flagra desmatamentos na região

por Evandro Artuzzi em 23 de junho de 2018 10:03
por Evandro Artuzzi em 23 de junho de 2018 10:03

Vários flagrantes de crimes ambienteis foram registrados pela Polícia Ambiental no Sudoeste do Estado durante essa semana. Na quinta-feira (21) em Manfrinópolis, na comunidade de Linha Petranski, foi constatada uma área de desmatamento em uma área de regeneração.

O responsável não possuía licença ambiental e foi encaminhado à Delegacia de Francisco Beltrão. O crime também foi comunicado ao IAP (Instituto Ambiental do Paraná) que vai adotar as medidas administrativas.

Desmatamento na Linha Petranski, em Manfrinópolis. Foto de divulgação

Ainda em Manfrinópolis, na comunidade de Linha Santa Terezinha, foi flagrada em uma fazenda o desmate de uma área de mata nativa. Também no local foi localizada uma escavadeira hidráulica.

O dono da propriedade não tinha licença para o corte das árvores. Ele não estava no local e o caseiro da fazenda foi encaminhado à 19ª SDP de Francisco Beltrão. A máquina foi apreendida, além de ter sido comunicado o IAP para as medidas administrativas.

Flagrante de desmatamento em fazenda na Linha Santa Terezinha, em Manfrinópolis. Foto de divulgação

Em Francisco Beltrão, nesta sexta-feira (22), na comunidade de Linha São Marcos, policiais ambientais encontraram um depósito de carvão, cujo proprietário não possuía licença para exercer a atividade. Foram apreendidos 50 sacos de carvão.

O responsável foi autuado em um termo circunstanciado e ficou como fiel depositário do carvão até decisão judicial. Também foi comunicado o IAP para os procedimentos administrativos.

Fábrica de carvão funciona sem licença na linha São Marcos, em Francisco Beltrão. Foto de divulgação

Outra ação de fiscalização que constatou crime ambiental foi em São Jorge do Oeste. Numa fazenda foi verificado o desmate de 3,7 hectares de mata nativa e também constatado o dreno de um córrego. O dono da fazenda foi encaminhado à 5ª SDP de Pato Branco para autuação em flagrante pelo crime ambiental. Também foi oficiado o IAP para os procedimentos administrativos.

Compartilhar