PMs salvam bebê de afogamento por leite materno em Beltrão

por Juliana Raddi em 15 de Março de 2019 17:05
por Juliana Raddi em 15 de Março de 2019 17:05

Na manhã desta sexta-feira (15), mais um caso de afogamento de criança por causa do leite materno foi registrado. Graças a ação rápida dos policiais militares do Batalhão de Francisco Beltrão, a bebê passa bem.

Segundo o relatório, após solicitação via 190, a mãe relatou que a filha estaria engasgada e aparentemente sem respirar. A equipe da Polícia Militar se deslocou até o endereço e constatou que a criança estava apresentando cianose – uma coloração azulada, que acontece quando os tecidos não recebem a quantidade adequada de oxigênio – aparentemente com as vias aéreas obstruídas.

Desse modo, foi realizada as manobras necessárias no intuito de estabelecer a respiração da criança e de imediato deslocamento até a UPA (Unidade de Pronto Atendimento), sendo entregue aos cuidados da equipe médica de plantão, para que fosse possível dar segmento aos procedimentos necessários. A criança voltou a respirar e permanece em observação.

Vale destacar que, recentemente na noite do último dia 04, a ação rápida dos policiais de Francisco Beltrão salvou a vida de um bebê de apenas 15 dias, que havia engasgado com leite materno. As imagens da ação foram divulgadas pela PM. Confira:

Uma ação rápida de policiais militares do Batalhão de Francisco Beltrão, no Sudoeste do Paraná, salvou na noite desta segunda-feira (4) a vida de um bebê de apenas 15 dias. A criança havia se engasgado com lite materno.Assim que a informação chegou ao conhecimento da PM, via central de operação do Batalhão, a equipe composta pelos soldados Leonardo Stocco, Ferreira e Tiago Santos, apoiados pela rádio operadora soldado Sandra Schons, deslocou até a residência da família no Bairro Alvorada.Conforme o soldado Stocco, os pais já estavam na garagem com a criança, sendo iniciado imediatamente a manobra Hemlich. Como o resultado não foi satisfatório, a equipe deslocou para o hospital São Francisco, onde a vítima recebeu atendimento médico em em poucos minutos, voltou a respirar.De acordo com Stocco, ao ouvir o choro do bebê a equipe teve uma sensação de alivio pelo fato de ter contribuído para salvar mais uma vida. A criança, do sexo feminino, ficou internada em observação. Essa não é a primeira vez que o policial e seus colegas salvam a vida de uma criança afogada. Imagens: Polícia Militar

Posted by Extra 107 on Monday, March 4, 2019

Compartilhar