Pet com carrapatos, o que fazer?

por Juliana Raddi em 9 de outubro de 2018 21:38
por Juliana Raddi em 9 de outubro de 2018 21:38

Semanalmente o Médico Veterinário José Carlos Zanella, participa da programação da Rádio Onda Sul FM no quadro “Onda Animal”. Na ocasião são esclarecidas dúvidas encaminhadas à emissora através das plataformas de interação. Uma ouvinte acolheu um cão de rua e percebeu que o animal está com carrapato, sem saber como proceder ela solicita orientação.

O veterinário inicia esclarecendo que é necessário tomar cuidado, afinal pode haver infestação no ambiente e o carrapato é muito mais difícil de controlar do que a pulga, quando em infesta um local. “Ele fica uma parte da vida dele em um animal é um ciclo de vida. Dos ovinhos vira uma larva, que normalmente nasce na grama, em locais protegidos, e depois sobe no animal, se alimenta. Mais tarde ele volta para o animal sugar novamente e vira adulto, completando seu ciclo”.

Cada carrapato pode colocar até 4.000 ovos, desse modo, se espalham muito rápido, “eles vivem muito tempo no ambiente sem se alimentar e quando tem um cão por ali, até mesmo um humano, ele sobe e acaba fazendo sucção de sangue que ele precisa” explica o veterinário e destaca, “você tem que fazer o uso de um produto antes de levar esse cão para o seu lar. Existem por  exemplo carrapaticida para usar no banho e produtos que duram tempo na proteção desse animal, comprimidos que duram 90/30 dias e também a opção de coleiras que controlam a infestação”.

Zanella destaca que o ideal não é levar o animal com carrapato para o seu lar, “além de parasitar o seu cão, sugar, causar mal-estar ao animal, o carrapato que é transmissor de algumas doenças fatais para o cão, pode afetar o homem. Existem doenças que o carrapato é um veiculador, então temos que tomar cuidado e seguir as dicas para eliminar ou prevenir”.

Compartilhar