Pedágio: “O Sudoeste só vai ter uma infraestrutura condizente com sua economia, com a concessão”, diz Rossoni

por Francione Pruch em 12 de julho de 2017 16:20
por Francione Pruch em 12 de julho de 2017 16:20

“O Sudoeste só vai ter uma infraestrutura condizente com sua economia, com a concessão”. A declaração é do então Chefe da Casa Civil do Paraná, Valdir Rossini (PSDB), ao falar sobre o desenvolvimento da região e implantação do pedágio na PRC 280. Ele acompanhou o Governador Beto Richa, em Francisco Beltrão, na última sexta-feira (07). Na oportunidade viaturas foram repassadas ao Corpo de Bombeiros e Polícia Militar.

Segundo Rossoni, “pode não acontecer agora, daqui dois anos vão estar discutindo a concessão. Está aprovado no Brasil que o poder público não dá e não tem condições de oferecer uma infraestrutura, como oferece uma concessão. Estamos cuidando da 280, licitando trecho, 153 em Palmas, fazendo a manutenção e recapeamento desse trecho”.

Desde o ano passado, vem sendo debatido a implantação do pedágio. O projeto visa privatizar o “Corredor Sudoeste”, trecho de 285 Km entre Palmas e Realeza, abrangendo as rodovias PRs 280, 158, 180, 483 e 182. E dezembro de 2016, o governo estadual decidiu suspender os debates.

“É uma definição que não será imposta pelo governo. Será decidida pela população”, ressalta o tucano.

 

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar