MAGAZINE DE NATAL EXCLUSIVIDADE RBJ.COM.BR

Patrulha Rural constata corte de araucárias no Parque Estadual de Palmas

por Ivan Cezar Fochzato em 25 de Abril de 2018 11:15
por Ivan Cezar Fochzato em 25 de Abril de 2018 11:15

A Patrulha Rural da 2ª Cia da Polícia Militar apreendeu dois homens cortando araucárias no interior do Parque Ambiental Estadual de Palmas, sul do Paraná. Os acusados são moradores da aldeia indígena Cretã, localizada ao lado da área de preservação.

O crime constatado pela equipe policial,  denunciado por outros indígenas,  consistiu na derrubada e serragem das árvores com a utilização motosserra, sem qualquer licença ambiental do Instituto Ambiental do Paraná(IAP) responsável pela unidade de preservação. 

O Parque Estadual de Palmas, com 181,2 hectares, está localizado nas imediações do perímetro urbano na região do bairro Aeroporto. Ao lado está a Estação Experimental do Instituto Agronômico do Paraná(IAPAR). Foi criado através do Decreto 1.530 em 2 de outubro de 2007 com objetivo proteger os ecossistemas da região de campos nativos e de remanescentes de Floresta Ombrófila Mista Montana, bem como, para a realização de atividades de educação ambiental, conscientização, pesquisas científicas e a promoção de um turismo sustentável.

A área foi cedida pelo Ministério da Agricultura à Secretaria da Agricultura e do Abastecimento do Estado do Paraná, através de um termo de cessão de comodato, em 1988. No início de 1983, foi transferida ao Instituto de Terras, Cartografia e Florestas (ITCF). Com a criação do parque, através e Lei Estadual, a responsabilidade passou para o IAP.

Em 2006, foi formada a aldeia Cretã com indígenas Terras Kaingangs da região. Inicialmente ocuparam no interior do parque e, posteriormente, fixaram residência ao lado da área.

 

 

Compartilhar