Pato Branco: Fiep contesta medidas contra a indústria

por Ivan Cezar Fochzato em 16 de julho de 2018 9:37
por Ivan Cezar Fochzato em 16 de julho de 2018 9:37
Esta matéria utiliza fontes de: Assessoria FIEP

 

A Federação das Indústrias do Paraná (Fiep) realizou na sexta-feira (13), em Pato Branco, a reunião mensal de sua diretoria. Na pauta, as medidas que aumentam custos para as empresas.

Na Casa da Indústria foram discutidas as ações judiciais pela entidade contestando a tabela de preço mínimo de frete para o transporte rodoviário de cargas;  redução de 2% para 0,1% na alíquota de apuração de créditos de empresas exportadoras no programa Reintegra e a reoneração da folha de pagamento para setores da indústria.

Com reajuste médio de 15,99% na tarifa de energia elétrica pela Copel, que consumirá quase 10% do faturamento das empresas,  a FIEP sugeriu redução na alíquota do ICMS da energia no Paraná. No entendimento da entidade,  não afetaria a arrecadação de tributos e compensaria o aumento dos custos pela indústria

Foto: Gelson Bampi

COLÉGIOS SESI

Também foi apresentado o projeto Transformação Cidadã, que será implantado inicialmente em 50 unidades do Colégio Sesi Ensino Médio no Paraná. A proposta tem o objetivo de preparar estudantes para um entendimento aprimorado sobre seu papel como cidadão, para que entendam como funciona a estrutura democrática. O projeto será lançado no próximo dia 17, com o início de oficinas de aprendizagem nos colégios com o tema Cidadania e Política.

Compartilhar