“O deficiente precisa sair pra a vida e não ficar preso a sua condição”, diz presidente de associação no Dia do Deficiente Físico

por Ivan Cezar Fochzato em 11 de outubro de 2017 11:08
por Ivan Cezar Fochzato em 11 de outubro de 2017 11:08

22450508_1843930172584816_812080061_oOnze de Outubro é o Dia do Deficiente Físico. A data foi instituída para promover a conscientização da sociedade e dos dirigentes sobre as ações que devem ser realizadas para garantir a qualidade de vida e a promoção dos direitos dos deficientes físicos. O Brasil possui atualmente mais de 45 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência, o que representa 23,92% da população. Deste total, mais de 13 milhões são deficientes físicos.

Em Palmas, sul do Paraná, foi criada no mês de julho a Associação Palmense dos Deficientes Físicos. O RBJ conversou com o presidente da entidade, Adriano do Amaral, que destacou que falta de estrutura de acessibilidade e o preconceito são, atualmente, os principais complicadores na vida do deficiente. Em sua mensagem disse: “ Tem muitos que se prendem a uma cadeira de rodas ou a uma deficiência. A pessoa é quem cria os bloqueios. É preciso sair para a vida e não ficar pensando que o mundo acabou. Tem como viver de outras formas, talvez até melhor”, disse ele

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar