Mulher morre afogada no alagado do Iguaçu em Candói

por Evandro Carlos Artuzzi em 1 de Janeiro de 2019 22:37
por Evandro Carlos Artuzzi em 1 de Janeiro de 2019 22:37

Local onde ocorreu o afogamento fica na  comunidade de Cachoeira, Candói, as margens da BR-373. Foto: Divulgação WhatsApp

O primeiro dia de 2019 jamais será esquecido para uma família de Foz do Jordão, no Centro Sul do Estado. Durante as comemorações do Ano Novo, a funcionária da Apae daquela cidade, Terezinha Aparecida França dos Santos, de 53 anos, morreu afogada. O fato aconteceu por volta das 17 horas no lago da represa de Santo Santiago, limite entre os municípios de Chopinzinho e Candói.

Segundo informações da Polícia Militar, Terezinha estava brincando com a neta, de 5 anos, em um local cuja profundidade é de cerca de 50 centímetros. Porém, num momento de distração ambas caíram num poço com profundidade de aproximadamente 6 metros.

Desesperada, a avó começou gritar por socorro e o marido que estava próximo correu para ajudar, mas também acabou se afogando. Como o local é de grande movimentação, populares e familiares entraram na água e conseguiram resgatar o homem e a criança, porém a mulher acabou afundando.

Mergulhadores do Corpo de Bombeiros de Guarapuava foram acionados e rapidamente conseguiram encontrar o corpo, que foi recolhido ao IML de Guarapuava. Teresinha era servidora da Apae de Foz do Jordão. Bombeiros orientam a população para tomar cuidado ao frequentar rios e lagos. É importante conhecer o local antes de entrar na água para evitar fatos como esse.

Várias mortes já ocorreram nesse mesmo local. Em dezembro de 2016, cinco jovens morreram afogados, também enquanto se divertiam.

Compartilhar