MAGAZINE DE NATAL EXCLUSIVIDADE RBJ.COM.BR

Aumenta a mortalidade infantil em Palmas

por Ivan Cezar Fochzato em 19 de Março de 2018 11:57
por Ivan Cezar Fochzato em 19 de Março de 2018 11:57

A mortalidade infantil voltou a aumentar em 2017 em Palmas, sul do Paraná. Dados da Vigilância em Saúde do município apontam para 18.44 mortes a cada mil nascidos vivos, no período entre janeiro e novembro. O índice do Paraná, considerando dados preliminares, fechou 10,31 no mesmo período.

Nos onze meses são 14 mortes de crianças menores de um ano. No período são contabilizados 759 nascimentos. Conforme o órgão, tratam-se ainda de dados preliminares, pois todos os casos passam por avaliações antes de serem inseridos no banco de dados oficiais. Lembra ainda que o índice preliminar pode variar, uma vez que não foram contabilizados os casos de nascimentos e eventuais óbitos do dezembro último.

Conforme o Ministério da Saúde e Secretaria Estadual de Saúde, através do DataSus, nos doze meses de 2016 foram 11 mortes de crianças menores de um ano no município. Com isso, índice de mortalidade infantil, naquele ano, ficou em 12,36 por mil nascidos vivos.

Na última sexta-feira(16) durante a inauguração da Unidade Básica de Saúde do Bairro Sanutário o prefeito disse que há mais de 30 anos, Palmas é campeã na mortalidade infantil. ” Isto para mim, como médico, é uma vergonha. Então vamos trabalhar para reduzir esta estatística” ressaltou Dr. Kosmos.

Pontou que um dos problemas é a gravidez na adolescência. “Temos muitas gestantes adolescentes, e isto nos entristece, por que são gravidez de alto risco, de meninas novas”, disse o prefeito. Na ocasião pediu ação política da Deputada Leandre(PV), presente ao evento, para que o  município receba uma UTI-Neonatal, pois atualmente  depende da estrutura de Pato Branco para esses casos.

 

Compartilhar