Membros de quadrilha que cometia crimes em Candói e Cantagalo são condenados

por Evandro Carlos Artuzzi em 15 de Março de 2019 14:28
por Evandro Carlos Artuzzi em 15 de Março de 2019 14:28
Esta matéria utiliza fontes de: Com foto do Blog Meia Hora

O Poder Judiciário da Comarca de Cantagalo, no Centro Sul do Paraná, condenou a 30 anos e 9 meses de prisão três homens que faziam parte de uma quadrilha que agia na região cometendo crimes de roubos e latrocínios. As principais ação dos condenados foram registradas em abril de 2018, nos municípios de Candói e Cantagalo. Elias Fernandes Gonçalves, popular Lambari; Juliano, popular Boneco; e Fernando Rodrigues foram os condenados.

De acordo com o delegado da Polícia Civil de Cantagalo, Igor Rabel Corso, responsável pela investigação na época, todos os integrantes da turma do ‘Marmita” receberam pena máxima prevista no Código Penal Brasileiro (CPP) por serem responsáveis por diversos crimes graves na região. O delegado destacou que a quadrilha foi desmantelada graças ao trabalho conjunto da Polícia Civil com a Polícia Militar e Ministério Público. Também foi importante a decisão firme do Poder Judiciário, que deu uma resposta à comunidade diante aos crimes cometidos pelo grupo.

Além dos condenados, a quadrilha ainda tinha outros quatro integrantes, os quais foram mortos em confronto com a Polícia Militar no interior de Candói, na comunidade de Três Palmeiras, no dia 4 de junho de 2018.

Compartilhar