MAGAZINE DE NATAL EXCLUSIVIDADE RBJ.COM.BR

Mega operação da Polícia Ambiental desmantela quadrilha de caçadores

por Evandro Artuzzi em 17 de Março de 2018 16:01
por Evandro Artuzzi em 17 de Março de 2018 16:01
Esta matéria utiliza fontes de: Polícia Ambiental

Uma mega operação da Polícia Militar Ambiental (Força Verde) nos dias 16 e 17 de março resultou na apreensão de animais silvestres abatidos, armas, munições e na detenção de pessoas acusadas de praticar a caça ilegal no Parque Nacional do Iguaçu e no Parque Estadual do Rio Guarani. Para cumprir os mandados judiciais foram empregados 80 policiais e 21 viaturas. Foram ao todo 38 mandados judiciais cumpridos nos municípios de Catanduvas, Três Barras do Paraná, Capitão Leônidas Marques e Cascavel.

A operação, denominada de Ártemis (Deusa grega liga a vida selvagem e a caça), foi coordenada pelos tenentes Maingue e André, da Companhia da Polícia Militar Ambiental, cuja sede está em Foz do Iguaçu. Segundos eles, foram detidas 18 pessoas integravam uma quadrilha especializada na caça ilegal de animais silvestres, tráfico de animais, comércio de couro de animais silvestres, comércio de armas e munições, além da carne de animais silvestres.  Essa foi a maior operação contra a caça de animais silvestres realizada pela Polícia Ambiental do Paraná. Os objetos apreendidos, junto com os presos, foram encaminhados à Delegacia da Polícia Federal de Cascavel.

De acordo com o Capitão Nilson Figueiredo, comandante regional da Polícia Ambiental, foram seis meses de investigação do Serviço Reservado à fim de que fossem levantados todos os dados. “A operação superou a expectativa e nosso trabalho terá continuidade para combater crimes contra a fauna nas regiões oeste e sudoeste, onde há uma grande concentração de pessoas que resistem em cometer esse tipo de crime, postando na maioria das vezes em redes sociais seu “troféu”, que é um crime ambiental. Nós (Polícia Ambiental) através de nossas equipes denominadas de Selva, P2, Aérea e aquática, deixamos um pedido ao cidadão de bem. Não tenha medo e denuncie qualquer situação de crime que tenha conhecimento. Nossos telefones são o 181 e na companhia (45) 3527 – 2424, além do Pelotão em Francisco Beltrão, no Sudoeste, cujo telefone é (46) 3527 -1093. Precisamos preservar a fauna e a flora, pois a natureza pertence ainda aos que estão por vir”, declarou.

Resultado final da operação

1)   Foi apreendida nessa operação uma mini fábrica de armas ilegal em uma das residências vistoriadas, com equipamentos para a produção das mesmas.

2)    Uma máquina para recarga de munição.

3)    Animais abatidos identificados: Saracura, Tatu, Quati, Capivara, Pomba, Gato do Mato, Maracajá, Onça Yaguarundi e (02) Onças Pintadas.

4)    Várias armadilhas para caça foram encontrados.

5)    23 armas de fogo foram apreendidas.

6)    4.402 munições foram apreendidas entre intactas e deflagradas.

7)    18 pessoas foram presas. Entre TC e flagrantes.

8)    37 pássaros silvestres apreendidos alguns ameaçados em extinção como o “Curió”.

9)    01 motosserra sem documentação foi apreendida.

10)  1 metro cúbico de madeira Angico, 4 metros cúbicos de Araucária foram apreendidos.

11) 4.600 espoletas apreendidas.

Fotos: Divulgação Polícia Ambiental

Compartilhar