Jovem atropela cachorro e atitude chama atenção

por Juliana Raddi em 5 de Maio de 2017 14:39
por Juliana Raddi em 5 de Maio de 2017 14:39

Todos os dias nos deparamos com inúmeras cenas de maus tratos aos animais, atropelamentos ou abandono. Esses atos, infelizmente se tornaram comuns em nossa sociedade. Na última quarta-feira (03), o beltronense Gabriel Francio (19), seguia para o trabalho, no trajeto não conseguiu evitar o atropelamento de uma cachorrinha. Porém, o desfecho da história foi bem diferente.

dfdfdGabriel fez uma postagem em um grupo no facebook, contando o que havia acontecido e na busca pelos donos do animal. “Seguinte galera, ontem por volta das 15:30 acabei atropelando essa cadelinha […] levei para a veterinária onde estão cuidando dela, já foi feito raio x e dado toda a medicação, não machucou muito. Aparentemente não é de rua, então se alguém souber quem é o dono por favor me ajudem, caso contrário irei adotar e cuidar dela”, destaca o post. A atitude do jovem comoveu os usuários da rede, que manifestaram apoio e parabenizaram a atitude.

Na intenção de localizar os donos do animal, a mãe de Gabriel entrou em contato com a Rádio Onda Sul FM. Em entrevista ao RBJ, Gabriel contou que não pensou duas vezes para resgatar e salvar a cachorrinha. “É uma vida, estava sofrendo com dor, assustada, a única coisa que pensei era em salvar e ajudar o mais rápido possível.”

O post foi publicado no grupo da ONG Arca de Noé, em poucas horas ganhou vários comentários, compartilhamentos e a dona foi localizada. “Várias pessoas viram meu post na página, inclusive a dona do animal. Consegui entrar em contato com ela e descobri que a cachorrinha se chama ‘coca’.”

18268535_1031658056936279_7328007468024810396_n

(Foto: Reprodução/Facebook)

Segundo o jovem, a atitude de prestar socorro foi motivada por uma fato parecido que aconteceu em 2016, quando seu animal de estimação foi atropelado, mas ninguém prestou socorro. “Eu tinha um cachorro, infelizmente fugiu e foi atropelado, e quem atropelou não deu a mínima, simplesmente ignorou e fugiu. Isso faz alguns meses, desde então não tive mais nenhum animal de estimação pois eu e minha família estávamos sentidos e tristes com a perda do nosso cachorro.”

Gabriel deixou uma mensagem para quem venha a passar pela mesma circunstância. “Infelizmente acidentes acontecem, algumas vezes não tem como evitar como foi meu caso, mais se isso acontecer, pelo menos ajudar o máximo possível, pois é uma vida que está ali, está sofrendo, e eu creio que a vida desses amiguinhos vale tanto quanto a nossa.”

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar