Gestão da UPA foi debatida entre prefeitos da região em Francisco Beltrão

por Redação RBJ em 25 de junho de 2015 19:42
por Redação RBJ em 25 de junho de 2015 19:42

Prefeitos e secretários de saúde dos sete municípios que serão beneficiados com a implantação da Unidade de Pronto Atendimento – Upa 24 Horas – se reuniram com a equipe técnica da Prefeitura de Beltrão que cuida da instalação do serviço. Coordenado pelo prefeito Antonio Cantelmo Neto, o encontro discutiu o modelo de gestão da unidade e definiu o cronograma de implantação e atendimento na Upa.

O serviço que começou a funcionar na última segunda-feira (22) atenderá exclusivamente pacientes de Beltrão até a inauguração oficial, em 10 de julho. Depois, serão atendidos também casos de outros municípios encaminhados através do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e somente após a qualificação do Ministério da Saúde é que serão atendidos pacientes de livre demanda dos municípios pactuados.

“A Upa foi concebida para atender uma população que abrange outros sete municípios além de Beltrão; investimos mais de R$3 milhões para colocá-la em funcionamento e não poderemos mantê-la sozinhos, por isso estamos conversando com prefeitos e secretários para buscar a melhor maneira de financiar a manutenção do serviço”, explica o prefeito Cantelmo Neto. “É um serviço novo e que é planejado, mas sempre buscamos tomar as decisões de forma coletiva para podermos fazer tudo da maneira mais acertada possível”, completa o prefeito.

Após a habilitação, a Upa 24 Horas receberá R$ 300 mil mensais do governo federal, no entanto, a estimativa da Secretaria da Saúde é que seu custo de manutenção chegue a R$ 900 mil por mês. A chefe da 8ª Regional de Saúde, Cintia Ramos, e os prefeitos Beto Arisi (Salgado Filho), Luiz Bandeira (Marmeleiro), Jair Stange (Nova Esperança) e Claudio Gubert (Manfrinópolis) participaram do encontro.

A Upa 24 Horas foi projetada para atender também os municípios de Enéas Marques, Flor da Serra do Sul, Manfrinópolis, Marmeleiro, Nova Esperança do Sudoeste, Renascença e Salgado Filho.

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar