Gaeco cumpre mandados de busca e apreensão em investigação que envolve ex-prefeita

por Evandro Artuzzi em 12 de dezembro de 2017 17:47
por Evandro Artuzzi em 12 de dezembro de 2017 17:47

O Ministério Público do Paraná, por meio da 1ª Promotoria de Justiça de Capanema e do núcleo de Francisco Beltrão do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), cumpriu na manhã desta terça-feira, 12 de dezembro, em Capanema e Francisco Beltrão (Sudoeste paranaense) sete mandados de busca e apreensão.

A ação decorre de investigações que apuram a prática de crimes contra a administração pública cometidos durante o mandato da ex-prefeita de Capanema na gestão 2013-2016. A ex-gestora é suspeita de peculato, envolvendo irregularidades em licitações e pagamentos de serviços de máquinas pesadas sem execução comprovada.

Os mandados foram cumpridos nas residências da ex-prefeita em Capanema e Francisco Beltrão, bem como em três empresas e dois escritórios de contabilidade, em Capanema e Planalto. As investigações começaram no início de 2016.

De acordo com o promotor Roberto Tonon Junior, coordenador do núcleo do Gaeco no Sudoeste, as investigações ainda não foram concluídas e novas diligências podem ser realizadas nos próximos dias.

 

Os comentários para esta matéria estão desabilitados. Caso deseje comentar sobre este conteúdo, fique a vontade em utilizar o botão do Facebook logo no inicio da matéria para compartilhar seus comentários através de seu perfil na rede social.
Compartilhar